domingo, setembro 30

Boa prova de Alexandre Ramos em Serpa

Depois da participação no Sata Rally Açores Alexandre Ramos alinhou agora em mais uma edição do Rali Flor do Alentejo – Cidade Serpa, prova englobada no Campeonato Regional Ralis Sul, mas que não pontuava para o mesmo!

O piloto de Sintra fez o assim o regresso ao seu Peugeot 106 Rally que foi alvo de algumas melhorias, a ser estreadas na prova em pisos de terra. A seu lado esteve uma vez mais Sandra Ramos.

A dupla entrou com cautelas na super especial de sábado, até porque o verdadeiro rali começava apenas no Domingo. Aqui entraram muito mais confiantes e apesar do piso de terra estar algo escorregadio, registaram muito bons cronos, rodando nos lugares da frente entre os carros de apenas duas rodas motrizes.

Como nos refere o piloto de Sintra "foi muito positivo. Há 1 ano e meio sem andar no meu carro e consegui andar com bons tempos. No final fomos 7º da geral, 2º entre os carros de apenas duas rodas motrizes e ainda venci a classe.

Na super especial não arrisquei nada e fiquei um pouco desiludido com o nosso tempo. No Domingo as coisas começaram bem e entramos cautelosos, mas rápidos e fomos subindo na classificação. No 2º troço feito á chuva, na passagem de um rio seco demos um toque numa pedra e abriu a direção. Depois na ligação para a assistência tivemos uma falha de corrente e o limpa pára-brisas deixou de trabalhar. Na assistência não conseguimos resolver esse problema mas tivemos a sorte da chuva parar. Alguns percalços mas o balanço final foi muito positivo e no final estávamos bastante contentes com o nosso andamento e com a nossa classificação.

Um agradecimentos à VJPR, DomingoSport, AutoStop, SFR, e a todos os meus amigos que me acompanharam e ajudaram
".
Alexandre Ramos e Sandra Ramos concluíram a prova na 7ª posição da geral, segundo entre os carros de apenas duas rodas motrizes e primeiros da classe.
publicado em RalisOnline

Leia Mais

WRC: Rali de Portugal confirmado de 11 a 14 de Abril

O Conselho Mundial da Federação Internacional do Automóvel (FIA) confirmou oficialmente a data de realização da edição de 2013 do Vodafone Rally de Portugal para os dias 11 a 14 de abril.

A prova organizada pelo Automóvel Club de Portugal (ACP) será a quarta do campeonato, tal como sucedeu este ano, depois de realizados os ralis de Monte Carlo, Suécia e México.

O Vodafone Rally de Portugal voltará a ter a sua base no Estádio Algarve, onde será instalado uma vez mais o Parque de Assistência, e o seu percurso incluirá as tradicionais classificativas do Baixo Alentejo e do Algarve, para além da deslocação à Praça do Império para a realização da Super Especial de Lisboa.

"Estamos a trabalhar na edição de 2013 praticamente desde o final da prova deste ano e, como sempre tem sucedido, procurámos identificar todas as possibilidades que permitam valorizar ainda mais uma competição que, felizmente, tem merecido os maiores elogios por parte de todos os seus intervenientes", referiu Pedro Almeida, diretor de prova.

E aquele responsável concluiu: "Como sempre, o Vodafone Rally de Portugal apresentará algumas alterações na sua estrutura, que estamos a ultimar nesta fase, na certeza de que o nível competitivo do evento será em tudo mantido."

O calendário do WRC 2013 é o seguinte:

15/20 janeiro Rali Monte Carlo
07/10 fevereiro Rali Suécia
07/10 março Rali Guanajuato México
11/14 abril Vodafone Rally de Portugal
02/05 maio Rali Argentina

publicado em Sportmotores

Leia Mais

sexta-feira, setembro 28

IRC desaparece, Eurosport promove ERC

O Intercontinental Rally Challenge nos moldes em que vimos nos últimos anos desaparece, com a Eurosport Events a ser agora a promotora do Europeu de Ralis.

"O Conselho Mundial confirmou após a sua reunião de hoje em Paris o acordo entre a FIA e a Eurosport Events, para que esta última passe a ser o novo promotor do Europeu de Ralis 2013. O acordo fará que o Intercontinental Rally Challenge, que a Eurosport Events criou e promoveu desde 2007 não irá continuar no próximo ano com o formato habitual na Europa. A Eurosport Events está muito satisfeita por ter garantido esta oportunidade e vai anunciar mais detalhes em breve, incluindo um calendário provisório", avançou a Eurosport Events em comunicado.

A decisão vai de encontro ás pretensões da FIA, que não pretendia na Europa dois campeonatos para o mesmo mercado, onde IRC e ERC se apresentavam como concorrentes.

publicado em Supermotores

Leia Mais

quarta-feira, setembro 26

Pedro Silva alinha no Penha I Ralisprint

A cidade berço será palco neste próximo fim-de-semana de mais uma edição da Rampa da Penha prova do Campeonato de Portugal de Montanha a cargo da Demoporto, que contará também com a primeira edição do Penha I Ralisprint, prova englobada no Critérium de Ralis Norte.

O atual líder do Campeonato Regional Ralis Nordeste, Pedro Silva irá marcar presença com o seu habitual Citroën Saxo. Para o piloto vimaranense a prova que já teve a oportunidade de fazer como Rampa em 2010 “representou o cumprir de um sonho, pois desde criança me habituei a acompanhar a prova com bastante entusiasmo. Este ano terei de novo a oportunidade de participar, desta vez em formato Rallysprint, uma prova mais compacta que a Rampa, que penso que me irá agradar da mesma forma. Será um prazer correr de novo "em casa", perante muitos amigos e conhecidos, que me darão um alento extra para conseguir um bom resultado”, salientou Pedro Silva.
Depois dos problemas de motor sentidos no Rali de Mesão Frio, a prova em pisos de asfalto irá servir também como um teste para efetuar mais alguns quilómetros no Citroen Saxo e ter um primeiro contato com o mesmo depois da reparação no motor, para no Rali de Baião, ultima prova do campeonato, poderem estar a 100% na defesa da liderança do Campeonato.
Vamos aproveitar também para testar o carro, cujo motor foi recentemente aberto e reparado depois de um problema ocorrido no Rali de Mesão Frio, averiguando desta forma se ficou a 100% para o que resta do Campeonato Regional de Ralis - Nordeste, em que vamos tentar defender a liderança na última prova, o Rali de Baião, no final de Novembro”, conluiu o piloto Vimaranense.
Apesar da prova se disputar no Sábado e Domingo, os concorrentes do Ralisprint apenas irão alinhar no sábado, fazendo três especiais de classificação, previstas para as 14h00, 15h15 e 16h30.

press-release Pedro Silva

Leia Mais

“Toque impediu vitória da Competisport”

Não correu em pleno a prova da Competisport no Rally Centro de Portugal, a quinta jornada do Campeonato Regional Ralis Centro e terceira da Taça de Portugal de Ralis.

Luís Mota e André Mota entraram algo cautelosos pois essencialmente o primeiro troço estava muito sujo e propicio a saídas de estrada.
Mas troço a troço a equipa evoluiu bastante o seu ritmo e estiveram em luta pela vitória no regional até à última PEC, onde vieram a dar um toque e perder algum tempo, acabando o rali na segunda posição a apenas dois segundos do vencedor.
Com a parte competitiva do Regional já terminada, só faziam as 4 primeiras especiais, a dupla do Mitsubishi EVO IV centrava-se agora na Taça de Portugal de Ralis, mas devido ao toque que afetou o turbo, rodaram na 5ª PEC num ritmo lento, perdendo muito tempo, e a 3ª posição que ocupavam até aí no rali. Resolvido o problema na assistência, o último troço foi muito para a equipa que fez um grande crono e recuperou até à 6ª posição da geral.
Em termos de Campeonato Regional Ralis Centro, tudo ainda está em aberto, ficando a questão do título regional adiada para o Rallye de Mortágua.
Luís Mota e Alexandre Ramos prosseguem com o Rallye de Loulé no mês de Outubro, prova do Campeonato Open de Ralis.

press Competisport

Leia Mais

SFR Motorsport no pódio

Como seria de esperar a SFR Motorsport esteve uma vez mais em bom plano no Campeonato de Portugal de Ralis 2L/2 RM, com Pedro Leal e Redwan Cassamo a ter uma brilhante prestação na estreia do Citroën Saxo S1600.

Apesar de não ter sido possível testar com o carro antes do rali, a equipa entrou da melhor forma garantindo a vitória no primeiro troço. No seguinte foram os segundos, voltando a repetir a vitória na segunda passagem por Carnide, e o segundo lugar em Pombal/Mata Mourisca, garantindo assim a segunda posição do campeonato após as 4 provas de classificação.
Para as duas últimas especiais, as de S.Pedro Moel a dupla ainda tentou recuperar a diferença, mas a tarefa não era fácil, e a exemplo dos troços iniciais, nas PE mais lentas e encadeadas a dupla conseguia bater o mais evoluído DS3 R3, mas nos troços com mais velocidade de ponta, o DS3 ganhava vantagem, pelo que acabaram por terminar o rali no segundo lugar do Campeonato de Portugal Ralis 2L/2RM. Em termos de CPR absoluto foram os 5º da geral.
O rali foi um enorme desafio, devido à praticamente nula experiência com o carro, mas a SFR Motorsport fez um excelente trabalho e nós conseguimos rapidamente entrar num bom ritmo, o que me deixou muito feliz e confiante que podemos ter uma grande e rápida margem de progressão, permitindo-nos rapidamente chegar à vitória. Melhor não era fácil!”, salientou Pedro Leal.
A equipa prossegue agora com a realização do Rally de Mortágua no mês de Outubro.

press SFR Motorsport

Leia Mais

Daniel Nunes soma e segue no Regional Centro

Foi um fim semana muito produtivo para o Team Rodinunes – Daniel Nunes/ Rui Raimundo no Rallye Centro de Portugal que teve palco na Marinha Grande.

A dupla só conseguiu confirmar a sua presença mesmo em cima do rali, com o Mitsubishi EVO VI a ficar pronto na sexta-feira, eles que estão em luta pelo título no Campeonato Regional Ralis Centro.

A prova acabou por correr em pleno com a equipa a conseguir o grande objetivo de vencer no Campeonato Regional Ralis Centro e continuar assim numa boa posição para lutar pelo título. Daniel Nunes venceu duas das quatros especiais do regional, garantindo uma margem que lhe permitiu obter mais um merecido triunfo.

Na Taça de Portugal acabaram também por ser uma boa surpresa, apesar de serem obrigados a centra-se sempre no regional Centro. Acabaram por rodar muito perto do líder, mas o tempo perdido na terceira PEC devido a uma saída, não lhe permitiu lutar pela vitória. Nos difíceis troços em S. Pedro de Moel, acabaram por vencer as duas passagens, o que revela que tinham argumentos para terem lutado pela vitória.

No final, e apesar de terem conseguido recuperar o tempo perdido no inicio do rali, a equipa veio a concluir as seis especiais de classificação na segunda posição da Taça de Portugal de Ralis.

O balanço é super positivo, melhor era impossível. À saída de casa o objetivo era a vitória no centro, e essa voltou a casa como objetivo cumprido.
Na Taça fomos fortes, mas uma saída de estrada condicionou o resultado final, mas o segundo lugar e as vitórias em dois dos seis troços foi a cereja em cima do bolo.
Mais uma vez contamos com os nossos melhores parceiros, ENI e Kumho deixando ainda um agradecimento especial á equipa de mecânicos a cargo da J.F.Lima Carlos que fizeram um trabalho excelente durante a semana para porem o carro a pronto a tempo e horas para o rali”
, concluiu Daniel Nunes.

Daniel Nunes e Daniel Amaral prosseguem com o Rallye de Loulé 2012

press Daniel Nunes

Leia Mais

terça-feira, setembro 25

Daniel Ribeiro "Resultado Soube a Pouco"

A Marinha Grande foi palco de mais uma prova do Campeonato de Portugal de Ralis e da Taça de Portugal de Ralis, em mais uma edição do Rallye Centro de Portugal.Para a dupla da MR Team, Daniel Ribeiro/Jorge Carvalho o balanço final acaba por ser positivo, mas o resultado final soube a pouco, pois a equipa sentiu que podiam ainda ter ido mais além.

No presente ano, o grande objetivo do Team é desenvolver o Opel Corsa OPC, quer no asfalto, quer nos pisos de terra, pelo que prova a prova a Monteiros Competições têm feito um excelente trabalho.
O rali em pisos de asfalto acabou por não começar bem. Como nos salienta o piloto de Fafe “os 4 troços iniciais não eram de todo do nosso agrado. Tinham partes muito sujas, passava-mos mais tempo em terra do que em asfalto e além disso tinham excesso de cruzamentos na qual quebrávamos muito o ritmo de prova e fazia-nos perder concentração. Não apostei na escolha de pneus mais indicada e o carro era difícil de guiar, e para ajudar a meio do troço de Carnide tivemos um problema de travões na qual a travagem do carro estava uma grande percentagem nas rodas traseiras, onde logicamente era difícil consegui fazer nestas condições melhores tempos, acabando mesmo por não evitarmos uma ligeira saída de estrada e um pião”.
Com a vinda à assistência, o problema foi prontamente resolvido, com Daniel Ribeiro e Jorge Carvalho a partirem para as duas últimas especiais bem mais motivados.
Chegamos à assistência e graças ao esforço dos nossos mecânicos os problemas do carro foram resolvidos. Entramos muito mais motivados e num traçado na qual adoramos, tentamos recuperar o tempo perdido. O ambiente dentro do Opel Corsa OPC nas duas passagens pelo mesmo troço foi fantástico, pois eu e navegador estávamos determinados a fazer o melhor possível, onde conseguimos fazer tempos nos 3 primeiros e recuperar tempo perdido para o piloto que estava à nossa frente entre os carros de duas rodas motrizes”, concluiu Daniel Ribeiro.
No Final, a equipa veio a terminar o rali na 5ª posição da Taça, segundo entre os carros de apenas duas rodas motrizes.
Apesar de tudo ter terminado da melhor forma, a equipa teve ainda uma situação bastante caricata que os podia ter prejudicado e muito o seu rali, já que logo na primeira ligação foram mandados parar por uma autoridade, onde logicamente começaram a implicar que o carro não podia circular na via publica e que dali o carro já não saía. Só ao fim de muita insistência por parte da equipa a tentar explicar que estavam inseridos numa prova desportiva, conseguiram prosseguir, chegando ao controle horário já no seu limite horário. Uma situação a rever pela organização, pois aqui foi notório a falta de conhecimento por todas as autoridades da região de que se estava ali a realizar uma prova desportiva.
press MRTeam

Leia Mais

Carlos Fernandes com prova para esquecer

Não correu da melhor forma a prova da dupla de Sintra Carlos Fernandes e Daniel Amaral no Rallye Centro de Portugal, a terceira ronda da Taça de Portugal de Ralis.

A equipa do Citroën C2 ocupava a segunda posição na competição e neste desafio a sua principal luta era vencer entre os carros de duas rodas motrizes.
Mas desta feita a sorte não esteve com a dupla que teve uma prova para esquecer, acabando por desistir perto do final da primeira especial.
Como nos salienta o Vencedor do Desafio Modelstand 2011, “Vai ser uma prova para esquecer, pois definitivamente não tivemos sorte. Devido à paragem do troço, arrancamos com os pneus frios, e passados duas curvas do inicio do troço, fizemos logo um pião. O troço estava muito sujo e o carro estava também inguiável, e fomos tendo um ou outro susto que nos foram desconcentrando e numa esquerda o carro saiu um pouco de frente, alargou a trajectória e quando pensei que já estava controlado, apanhamos o sujo da berma da estrada e o carro acabou por ficar fora de estrada e não conseguimos sair dali, pelo que tivemos que desistir.
Vamos tentar perceber o que esteve de errado para em Mortágua tentarmos voltar aos bons resultados, vamos testar com o carro e fazer mais quilómetros de forma a conseguir um melhor conhecimento do carro”
.
Carlos Fernandes e Daniel Amaral prosseguem com o Rali de Mortágua nos dias 19 e 20 de Outubro.

press-release Carlos Fernandes/Daniel Amaral

Leia Mais

Ricardo Marques com objetivo cumprido

Terminou em beleza a prova da dupla do Team Global Stadium, Ricardo Marques e Paulo Marques que, no Rallye Centro de Portugal, conseguiram ter uma prestação notável.

A prova a pontuar para o Campeonato de Portugal de Ralis 2L/2RM previa-se bastante animada, com várias equipas a reunir as condições para lutar pelos lugares do pódio.
A dupla do Citroën C2 R2 Max entrou motivada e cedo instalou-se na terceira posição do campeonato para não mais a largar. Ainda durante a manhã um problema de travões levou-os a perder algum tempo, mas na assistência o problema foi resolvido, pelo que partiram para os dois troços noturnos ainda mais motivados.
Ao longo de toda a prova a dupla esteve em pleno não cometendo qualquer erro e impondo um grande andamento, explorando ao limite o C2, mas que lhes permitiu alcançar bons cronos e também debater-se com os seus adversários que disponham de melhores meios.
Como nos salienta o piloto de Vieira do Minho “Foi um excelente rali para todo a equipa. Entramos bastante motivados, com um bom andamento e os resultados foram aparecendo. Conseguimos ultrapassar todas as adversidades do rali, tivemos um problema nos travões, que foi resolvido na assistência, mas de resto o carro esteve perfeito e conseguimos subir ao pódio, o que foi um grande premio para toda a equipa, que trabalhou bastante para esta prova. Deixo aqui um agradecimento a todos os nossos fãs e amigos de Vieira do Minho que nos estiveram a apoiar, assim como a todos os nossos patrocinadores.
Ricardo Marques e Paulo Marques terminaram assim o rali na 3ª posição do CPR 2L/2RM, sendo os segundos na competição da Citroën. Em termos de CPR absoluto foram os 6º da geral, primeiros da classe.

press Team Global Stadium

Leia Mais

segunda-feira, setembro 24

BPinhão Racing Team regressa com motivação elevada

A dupla Bruno Pinhão/José Caetano, regressam a mais uma prova do CPTT, desta feita a BAJA Idanha-a-Nova, com a moral em alta.

Mesmo o 2ºlugar conseguido em Oleiros não desmotivou a equipa, nessa que seria a sua 4ªvitória consecutiva na classe em que concorrem, “Em Idanha, vamos lutar pelo 1ºlugar, já não conseguiremos o pleno de vitórias, mas o 2º lugar também foi muito honroso, tivemos azar com os furos e a nossa concorrência não se deixou distrair e aproveitou o nosso atraso”.

A equipa Bejense que participa pela primeira vez no CPTT, tem feito um brilhante campeonato até ao momento e assim os resultados se mantenham e apoio dos patrocinadores, esta equipa sonha já com um projecto mais ambicioso no futuro.

A BAJA Idanha-a-Nova, realiza-se já no próximo fim-de-semana nos dias 28 e 29 de Setembro e é organizada pela Escuderia Castelo Branco.

BPinhão Racing Team Press

Leia Mais

Marreiros somou mais uma vitória no TRS

O Slalom de Lagoa foi vencido por Márcio Marreiros, no Mitsubishi EVO 6, que caminha a passos largos para a revalidação do Troféu de Slalons. José Martins em Citroën Saxo foi segundo, na frente de Renato Leria.

Lagoa recebeu mais uma prova do Troféu de Slalom do Sul, e viu Márcio Marreiros confirmar o favoritismo, vencendo com o tempo de 2:08,816 obtido na 1ª manga. No segundo posto, José Martins, em Citroen Saxo que obteve o melhor resultado no Troféu, a 3,26 segundos do vencedor, vencendo a classe 2. Renato Leria, em Ford Escort Cosworth foi o 3º classificado, com o tempo de 2:14,56 obtido na 2º manga. A apenas 2 décimas, Vasco Tintim foi o quarto classificado, na frente de Carlos Marreiros, ambos em Citroen Saxo.Carlos Soares com o Peugeot 207 foi o sexto, vencendo a classe 4. António Correia foi o melhor da classe 3 com o Peugeot 205 e João Monteiro venceu a classe 1 com o Toyota Starlet.
Decorridas cinco provas, Marreiros lidera com 91 pontos, seguido de Vasco Tintim com 71 e Renato Leria com 66 pontos.

foto Ana Paula Vieira-Facebook

Leia Mais

domingo, setembro 23

Fernando Peres vence em Serpa

Num rali com uma lista de inscritos onde constavam nomes importantes dos ralis nacionais (que muito falta fizeram no Rali Centro de Portugal), Fernando Peres venceu sem grandes oposições o Rali de Serpa, que integrando o calendário do Regional Sul não pontuava para esta competição por ser uma prova "suplente".

O piloto do Porto foi a Serpa e desde a super-especial até final apresentou um ritmo de prova que nenhum dos seus adversários conseguiu acompanhar.

Quem perto lá andou for Ricardo Teodósio. Os 18 segundos perdidos na super-especial, podem também ter condicionado o algarvio que depressa perceber que não era fácil recuperar tempo para Peres. Porém, a caixa de velocidades traiu Teodósio levando-o a desistir no derradeiro troço.

Carlos Martins, piloto de Serpa a correr pela Peres Competições e a estrear o seu novo Lancer, fez um excelente teste. Ficou não só no seu lugar com se mostrou muito competitivo, o que lhe abre boas perspectivas em próximas provas do Open e do Regional Sul.

Carlos Valentim viria a subir ao derradeiro luar do pódio mesmo no final do rali, beneficiando também da desistência de Teodósio. O piloto do Escort, habitual presença em Alenquer, fez uma boa prova, perdendo pouco menos de 40 segundos para Martins.

Com as muitas desistências entre alguns pilotos mais rápidos, casos de Orlando Bule que viu a caixa do Lancer ceder, José Dimas ficou no quatro lugar na frente de António Lampreia recente vencedor do Rali de Beja.

publicado em RalisOnline

Leia Mais

Vitórias de Sykes e Laverty em Portimão

Foi dramática a prova portuguesa do Campeonato do Mundo de Superbikes, em Portimão. Tom Sykes (Kawasaki) e Eugene Laverty (Aprilia) dividiram as vitórias mas a queda e lesão de Marco Melandri na primeira corrida, e a desistência de Sykes na segunda deixam Max Biaggi muito próximo de novo título mundial.

Sykes começou por obter uma vitória impressionante na manga inaugural, para a qual já tinha garantido a oitava Superpole da época. Numa corrida disputada em condições difíceis e que foi inclusive interrompida, o grande destaque foi a queda e lesão de Melandri, que se afigurava como o principal adversário de Biaggi na luta pelo título. O italiano da BMW terá sofrido uma lesão nos rins e não alinhou na segunda manga, enquanto a vitória de Sykes o deixava a 14,5 pontos de Biaggi (apenas 4º).

Só que os deuses estiveram com o veterano piloto de Roma. Logo à terceira volta da corrida final, a Kawasaki de Sykes teve problemas de motor e obrigou o britânico a um inglório abandono. Biaggi controlou a partir daí a sua corrida e foi terceiro, apesar de um susto na parte final quando foi tocado pelo seu antigo companheiro de equipa Leon Camier. Só que foi o atual companheiro de Biaggi a triunfar, o nosso 'velho' conhecido Eugene Laverty', que fez uma corrida irrepreensível num circuito que domina como poucos. Nem um ataque final de Jonathan Rea, regressado às Superbikes depois da estreia no MotoGP, fez o irlandês perder o seu primeiro triunfo do ano. Com estes resultado, Biaggi vai para a última prova da época, em Magny-Cours, com uma vantagem de 30,5 pontos sobre Sykes e 38,5 sobre Melandri.

Corrida 1: 1º Tom Sykes (Kawasaki Racing Team), 31m42,011s; 2º Carlos Checa (Althea Racing Ducati), a 0,300s; 3º Sylvain Guintoli (PATA Racing Team), a 2,732s; 4º Max Biaggi (Aprilia Racing Team), a 11,564s; 5º Brett McCormick (Team Effenbert Liberty Racing), a 11,771s.

Corrida 2: 1º Eugene Laverty (Aprilia Racing Team), 38m35,105s; 2º Jonathan Rea (Honda World Superbike Team), a 0,162s; 3º Max Biaggi (Aprilia Racing Team), a 3,766s; 4º Sylvain Guintoli (PATA Racing Team Ducati), a 10,440s; 5º Carlos Checa (Althea Racing Ducati), a 20,153s.

Portugueses fora do top 10

Os dois pilotos portugueses presentes nesta ronda de Portimão estiveram discretos nas respetivas categorias. Miguel Praia, que regressou ao Mundial com uma Honda da Ten Kate depois de ter alinhado este ano no campeonato espanhol, foi 12º na qualificação mas perdeu ritmo na corrida e terminou apenas no 17º lugar. A prova das Supersport foi ganha pelo francês Jules Cluzel (Honda), antigo piloto do Mundial de Moto2, enquanto Kenan Sofuoglu celebrou novo título nas 600cc.

Já Tiago Dias esteve limitado por uma recente lesão, sofrida precisamente quando treinava em Portimão, tendo sido 17º na qualificação da Taça FIM de Superstock 1000. Já na corrida, o jovem piloto da Kawasaki recuperou lugares como é seu hábito e terminou em 14º, numa ronda ganha pelo australiano Bryan Staring, também numa Kawasaki ZX-10R.

publicado em Autosport

Leia Mais

Ricardo Moura bicampeão

Num rali incaracterístico e pouco disputado do ponto de vista desportivo, Ricardo Moura acabou por carimbar a renovação do título nacional. António Costa, seu navegador, terá que esperar ainda mais uma prova.

Não se pode contar uma grande história do Rali Centro de Portugal, simplesmente porque não houve. Ricardo Moura está um passo acima de toda a concorrência quer desportiva quer tecnicamente, pois o seu Lancer Evo IX continua a funcionar como um relógio suíço, permitindo ao piloto açoriano, sem ser precisa aplicar-se a fundo, vencer esta prova com algo facilidade e com isso arrecadar o segundo título nacional.

Pedro Meireles nem sequer chegou a fazer sombra para Moura, mesmo tendo feito uma prova interessante terminando com uma maré de azares. Com Pedro Peres de fora, pois no arranque para o primeiro troço partiu transmissão traseira do Lancer, Meireles também não teve oposição de Migue Barbosa, tendo o pódio deste rali cedo ficado definido.

Miguel Barbosa está cada vez mais competitivo e a crescer de prova para prova, nando sequer quais hipóteses aos duas rodas motrizes de lutarem com ele pelo pódio.

O quarto lugar foi também a luta pelo primeiro lugar no CPR2. Se Pedro Leal a estrear-se com um Saxo S1600 ainda deu uma ar da sua graça, Ivo Nogueira depressa colou-se na liderança do CPR2 para depois aumentar a sua vantagem até vencer com alguma naturalidade, assumindo claramente a sua candidatura ao título neste competição.

Com o mundialista João Silva de fora por despiste logo no primeiro troço, e com Paulo Neto a ter um problema na bomba de combustível do DS3 também nesse primeiro troço, Ricardo Marques nem teve que lutar muito pelo 3º lugar no CPR2, até porque Renato Pita optou sempre por um ritmo que lhe permitisse acima de tudo somar quilómetros e experiência ao volante do Renault Clio R3.

Na Taça de Portugal Vitor Pascoal soma e segue. Terceira prova e terceira vitória, novamente sem grande oposição, caminhando a passos largos para suceder a Júlio Bastos.

Daniel Nunes venceu no Regional, e foi ainda o segundo classificado da Taça de Portugal a 27 segundos de Pascoal. No terceiro lugar desta competição andou Luís Mota, quet teve problemas de motor e atrasou-se bastante na fase final do rali, pelo que Armindo Neves, a jogar pelo seguro e com as contas da Taça, ficou no terceiro lugar, voltando aos pódios depois do azar no Serras de Fafe.

O local Carlos Cruz ficou no 4º lugar sendo o melhor nas duas rodas motrizes da Taça de Portugal, ficando na frente de Daniel Ribeiro que fez uma boa operação nas contas desta competição numa prova em que houve muitas desistências. Pedro Leone (alternador no Ford Escort), Carlos Fernandes (despiste) André Cabeças (caixa de velocidade no Golf), Miguel Barroso (motor no Seat Leon) foram alguns dos pilotos que não fizeram mais de um ou dois troços.

publicado em RalisOnline

Leia Mais

sábado, setembro 22

Peres na frente em Serpa (actualizado 00:25)

A super especial de abertura do Rally Cidade de Serpa teve em Fernando Peres e José Pedro Silva os primeiros líderes, efetuando os 1,5km's em 2:09,0. A jogarem em casa, Carlos Martins foi segundo e Orlando Bule foi terceiros.

Começou esta noite a edição 2012 do Rally Flor do Alentejo-Cidade de Serpa, prova extra, que foi designada inicialmente como reserva do regional sul. Contando com 17 admitidos, Fernando Peres superiorizou-se na primeira especial com o Mitsubishi Lancer EVO VII, levando a melhor sobre Carlos Martins (em estreia do EVO7) por 4 segundos. No terceiro posto Orlando Bule e José Dimas foram os terceiros classificados, ambos a 11 segundos, seguidos de Carlos Valentim e António Lampreia a 13 segundos. Só depois aparece Ricardo Teodósio já a 18 segundos. José Coelho foi o melhor das duas rodas motrizes com o Peugeot 205 GTI. Apesar de inicialmente estar classificado no 3º posto, Tiago Martins surge no 13 posto averbando o tempo de 5:18. Para já a registar 3 abandonos -  João Correia, João Martins e Nuno Marcelino.



CLASSIFICAÇÃO ONLINE

Leia Mais

SBK: Tom Sykes na pole em Portimão

As sessões de qualificação da jornada de Portimão do Campeonato do Mundo de Superbike e Supersport tiveram lugar esta tarde debaixo de temperaturas bastante elevadas que não impediram Tom Sykes (Kawasaki) de alcançar a "pole" como também de registar a melhor volta de sempre de uma Superbike no Autódromo Internacional do Algarve com a marca de 1.41.415.


A melhor volta pertencia a Jonathan Rea com 1.41.712 conseguida em 2011.

Tom Sykes superiorizou-se a Carlos Checa (Ducati) na segunda posição com 1.41.780 e Eugene Laverty (Aprilia) na terceira com 1.41.789. Os líderes do Campeonato, Max Biaggi (Aprilia) foi quinto e Marco Melandri (BMW) quarto. Resultados que permitem antever uma corrida altamente disputada. Não podemos esquecer que esta é a penúltima jornada da temporada e que a luta pelo título está ao rubro.

Nas Supersport, Broc Parkes (Honda) companheiro de equipa de Miguel Praia na Ten Kate Honda foi o mais veloz com 1.45.408 seguido de Fabiel Foret (Kawasaki) e J. Cluzel (Honda). Miguel Praia (Honda) vai largar da 12ª posição da grelha e espera conseguir chegar a um lugar no top 5. Uma tarefa que o mesmo considera difícil mas possível.

Nas Superstock 1000, S. Barrier (BMW) assegurou a pole com a marca de 1.45.487. Tiago Dias (Kawasaki), em representação das cores nacionais foi 17º. Nas Superstock 600 foi o holandês M. VD Mark o mais rápido com 1.48.048.

Amanhã, disputam-se todas as corridas com um sem número de outras atracões para animar todos os presentes, como acrobacias aéreas, etc. A competição propriamente dita tem início a partir das 8.30h. Quem não conseguir deslocar-se a Portimão pode assistir às transmissões no Eurosport e RTP2

Autor: Ricardo Batista - Supermotores

Leia Mais

Troféu de Slalom prossegue em Lagoa

Decorre amanhã a partir das 14:30 a quinta prova do Troféu de Slalom do Sul, disputada em Lagoa na Zona Industrial do Pateiro. Márcio Marreiros é o lider da competição com 71 pontos, seguido de Ricardo Teodósio e Vasco Tintim.

Leia Mais

sexta-feira, setembro 21

Uma vintena em Serpa

O Rali Flor do Alentejo-Cidade de Serpa apresentou uma lista com 20 inscritos. Apesar da quantidade mais reduzida, a qualidade não foi descurada e nomes como Fernando Peres, Ricardo Teodósio, Pedro Carmo ou José Merceano marcam presença.

O Rally Flor do Alentejo-Cidade de Serpa vai para a estrada este fim de semana, com uma vintena de concorrentes inscritos. Agora sob a alçada da Sociedade Artistica Reguengense, liderada por José Prego, a prova que chegou a ser de reserva do regional sul tem vários motivos de interesse - desde logo a presença de vários concorrentes consagrados como Fernando Peres, Ricardo Teodósio, José Merceano ou Pedro Carmo, a que se juntam outros concorrentes muito rápidos e motividos - Carlos Martins, que estreia a nova viatura, ou Orlando Bule, ambos a jogar em casa; Carlos Valentim, João Correia, José Dimas e António Lampreia. Nas duas rodas motrizes, também a registar a presença de Gil Antunes no Peugeot 206 Gti, ou o regresso do Alexandre Ramos no Peugeot 106, ou mesmo a presença de Paulo Santos que há muito anda afastado destas lides.
Em poucas palavras, todos os intervenientes prometem dar o seu melhor, e agraciar os serpenses com espetáculo.

LISTA DE INSCRITOS
MAPA DE PROVA

Leia Mais

Daniel Nunes tenta vitória no Regional

Depois do domínio no Rallye Oliveira do Hospital, o piloto de Sintra Daniel Nunes irá alinhar no Rallye Centro de Portugal, a quinta jornada do Campeonato Regional Ralis Centro.

A prova será ainda pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis e Taça de Portugal de Ralis, competição esta onde o piloto do Mitsubishi EVO VI irá também estar inserido.

A participação na prova em piso de asfalto deve-se sobretudo para lutar pela vitória no Regional Centro, de forma a manter-se na luta pelo título, numa altura onde faltam duas provas para terminar a época.

A novidade será o seu co-piloto, já que Daniel Amaral estará a disputar o rali com Carlos Fernandes, pelo que nesta jornada será Rui Raimundo a fazer equipa com Daniel Nunes.

Como nos salienta o jovem piloto “ Queremos sobretudo tentar lutar pela vitória no Regional Centro. Vamos também alinhar na Taça onde aí o nosso objetivo será o Top cinco. No Dia ENI, na qual estivemos presentes, tivemos um problema com o EVO, mas felizmente conseguimos resolver o problema a tempo do rali, e vamos confiantes num bom resultado. Como o Daniel (Amaral) está a disputar a Taça com o Carlos Fernandes, neste rali serei navegado pelo Rui Raimundo”.

O Rallye Centro de Portugal vai para a estrada este sábado às 13h30, seguindo-se uma dupla passagem pelos troços de Carnide, Pombal/Mata Mourisca e Mega S. Pedro de Moel. Os concorrentes do Regional terminam a sua prova após a quarta especial, a segunda passagem pelo troço do Pombal/Mata Mourisca.

press Daniel Nunes

Leia Mais

Competisport “Vitória pode dicidir campeonato”

A Competisport irá alinhar este próximo sábado na quinta ronda do Campeonato Regional Ralis Centro, o Rallye Centro de Portugal, prova que será ainda pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis e Taça de Portugal de Ralis.

A equipa do Cartaxo vai centrada a cem por cento no Regional, competição que lideram e que podem nesta prova já garantir o campeonato, pois têm já garantidas duas vitórias e dois segundos lugares. Além do seu resultado, Luís Mota terá que “aguardar” também pelo desempenho do seu mais direto adversário, mas a equipa está bastante confiante e contam com um Mitsubishi EVO IV com provas mais que dadas.
A novidade será o navegador, já que Alexandre Ramos irá neste mesmo fim-de-semana disputar o Rali Cidade de Serpa, sendo André Mota que irá ocupar o lugar deste.
Esta é uma prova que já trouxe boas recordações à dupla pelo que Luís Mota e André Mota deverão também disputar todo o rali na Taça de Portugal de Ralis.
A prova em pisos de asfalto terá um total de seis troços cronometrados, com a partida a ser dada no sábado pelos 13h30 na Marinha Grande. Segue-se uma dupla passagem pelos troços de Carnide, Pombal/ Mata Mourisca e Mega S. Pedro de Moel. O pódio final será às 22h00 novamente na Marinha Grande.
competisport press-release

Leia Mais

Carlos Fernandes: “Duas Rodas Motrizes é o nosso objetivo!”

A Marinha Grande será o palco escolhido para mais uma ronda do Campeonato de Portugal de Ralis, Taça de Portugal de Ralis e ainda Campeonato Regional Ralis Centro, em mais uma edição do Rallye Centro de Portugal.

Carlos Fernandes e Daniel Amaral também estarão presentes, eles que englobam a caravana da Taça de Portugal de Ralis, inscritos com a nova aposta desta época o Citroën C2 R2 Max.
Na prova em pisos de asfalto o grande e principal objetivo será mesmo terminar o rali e assegurar o máximo de pontos para a competição. A desistência na prova anterior, o Rallye Serras de Fafe, onde estavam a fazer uma prova notável, acabou por estragar as “contas” do campeonato, pelo que na Marinha Grande é mesmo necessário recuperar os pontos perdidos de forma a continuar na luta pelas posições da frente.
Como nos salienta o piloto de Sintra, “Nesta prova será essencial terminar e pontuar. Vamos fazer uma prova concentrados, vamos com um motor todo refeito, estamos motivados, mas não quero entrar em loucuras, pois estou ainda a explorar o carro e este será o meu segundo rali em asfalto. Na Taça a nossa luta são os carros de duas rodas motrizes, pelo que vamos tentar andar nos lugares da frente. Este é um rali na qual eu gosto muito e me enquadro bem nos troços, pelo que isso dá-me ainda mais motivação. Esperemos desta vez ter sorte e que corra tudo pelo melhor”.
O Rali disputa-se apenas no sábado, com os concorrentes a partirem da Marinha Grande às 13h30. Segue-se uma dupla passagem pelos troços de Carnide, Pombal/ Mata Mourisca e Mega S. Pedro de Moel, sendo que o pódio final está previsto para as 22h00.

press Carlos Fernandes/Daniel Amaral

Leia Mais

quinta-feira, setembro 20

Marco Ferreira com prova positiva em Beja

Marco Ferreira e José Teixeira tiveram mais uma prestação positiva no Regional Sul de Ralis, conquistando o sexto posto final e ainda o segundo nos duas rodas motrizes, mantendo o terceiro posto absoluto na competição.

Falando sobre a prova, Marco Ferreira diz que o "balanço é obviamente positivo. Esta foi mais uma prova que terminámos e com um resultado positivo, na medida em que marcámos bons pontos para o campeonato. Gostei bastante da prova e senti que evoluí muito".

A prova era composta por três passagens por uma especial, com o piloto de Santiago do Cacém a admitir que o "troço era muito giro e rápido, com algumas zonas de curvas encadeadas de alta velocidade e com lombas que deram para sentir o carro algumas vezes no ar. No primeiro troço ficámos sem intercomunicadores o que me deixou sem notas a meio da especial, algo nos poderia ter levado mesmo a uma saída de estrada já perto do final. Para além disso, eramos o terceiro carro na estrada e ainda apanhámos o troço muito sujo, com zonas de pouca aderência devido a pequenas pedras soltas, o que não foi fácil para um carro de duas rodas motrizes sem autoblocante".

O piloto do Citroen Saxo diz que foi "evoluindo de passagem para passagem e na última acabei por me divertir muito, mesmo com os problemas de suspensão que começaram na segunda especial, mas que ainda assim nos permitiram melhorar face aos tempos anteriores. O José Teixeira ajudou-me bastante e acho que também ele se divertiu muito dentro do Saxo. Andámos bem, seguros, e conseguimos o sexto lugar à geral e a segunda posição na tracção. O nosso adversário directo na classe andou melhor e mereceu a vitória".
Chegando a meio do campeonato, agora será a vez da caravana do Regional Sul se deslocar até Loulé, mais propriamente ao Rally Casino de Vilamoura. Marco Ferreira diz que "Loulé será muito duro e importante para começar a definir as contas do campeonato, mas nós vamos fazer o mesmo que nas outras provas, andar rápido e com os pés bem assentes na terra.
Vamos revisionar o carro de forma a ficar o melhor possível para a prova, e a podermos andar o melhor que sabemos. Espero conseguir andar mais rápido que a concorrência, e pontuar para o regional. Estamos em terceiro no campeonato, próximos dos segundos classificados e acho que temos hipótese de conseguir ainda um pouco melhor"
, lançou o piloto da Santiago do Cacém.

publicado em Supermotores

Leia Mais

Duarte Maciel estreia-se em provas de asfalto

Duarte Maciel regressa este fim-de-semana à competição, para participar no Ralisprint Lagoa do Fogo, quarta prova do novo Troféu de Ralis de São Miguel, onde o rápido piloto fará dupla com o navegador campeão Sancho Eiró, aos comandos do Citröen Saxo Cup ex-Cláudio Bettencourt.

Trata-se do reunir de uma dupla que começou junta nos ralis – Maciel e Eiró foram campeões regionais dos VSH há cerca de uma dúzia de anos -, desta feita para a estreia de Duarte Maciel em pisos de asfalto, “uma estreia que foi sendo adiada ao longo dos anos e que surge agora, ao volante de um carro especificamente preparado para aquele tipo de piso”, adianta o piloto.
Os objetivos da parceria passam por fazer “uma prova em crescendo, de forma a ganhar ritmo e a conhecer o carro, pois ainda só fizemos testes”, explica, lembrando que “apesar de ser uma participação esporádica, teremos todos os habituais cuidados da nossa equipa”.
Duarte Maciel já não compete há mais de um ano e meio – venceu o Circuito de Natal de 2009, na ilha Terceira -, o que não o desmotiva para uma boa prova, mesmo se “o ritmo no asfalto é muito elevado, e terei de me habituar a isso, mas estamos confiantes e sei que nos vamos divertir”, assegurou.

Porto das Pipas press

Leia Mais

Pedro Leal e a SFR Motorsport de Citroën Saxo S1600

Depois da boa prestação no Rallye Serras de Fafe, a SFR Motorsport volta a marcar presença no Campeonato de Portugal de Ralis 2 L/2RM uma vez mais com a dupla Pedro Leal e Redwan Cassamo.

A grande novidade será a nova máquina a utilizar já a partir do Rallye Centro de Portugal, prova em pisos de asfalto, onde a equipa irá contar com um Citroën Saxo S1600.
Uma boa noticia para a equipa que assim volta a reunir as condições para lutar pela vitória no campeonato, depois de ter garantido o primeiro pódio da época, ao serem terceiros no Rallye Serras de Fafe num Peugeot 206 Gti.
Neste primeiro contato com o carro a equipa pretende sobretudo fazer a adaptação ao mesmo, mas certo que não irão deixar os seus créditos por mãos alheias e serão uns sérios candidatos aos três primeiros, apesar de se prever um rali bastante competitivo.
Pedro Leal e Redwan Cassamo irão contar com os apoios da SFR Motorsport, KO Propo, Boss rc, Quinta e Santos, Xhobby, Racing Experience, Himport e K5RC
O Rallye Centro de Portugal arranca no sábado pelas 13h30, com as equipas a fazer uma dupla passagem pelos troços de Carnide, Pombal/ Mata Mourisca e Mega S. Pedro de Moel, estando o pódio final previsto para as 22h00 na Marinha Grande.

press SFR Motorsport

Leia Mais

MR Team “Queremos andar nos lugares da frente entre os 2 RM”

A MR Team volta para a estrada com a realização do Rallye Centro de Portugal, prova em pisos de asfalto pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis, 2L/2RM, Taça de Portugal de Ralis e ainda para o Campeonato Regional Ralis Centro.

Desta feita o Opel Corsa OPC será tripulado pela dupla Daniel Ribeiro e Jorge Carvalho que apesar da forte concorrência prevista na prova, parte bastante confiantes para este primeiro desafio já com o carro mais evoluído.
O pequeno teste efetuado no sábado permitiu à equipa voltar a “inteirar-se” com o Corsa, onde rodaram alguns quilómetros, sobretudo para voltar a ganhar ritmo de prova, e conseguir o melhor setup para os pisos algo irregulares da zona de S. Pedro de Moel.
Como nos salienta o piloto “ Os testes que efectuámos no sábado foram muito produtivos. Consegui um bom setup no carro e essencialmente voltei a ganhar ritmo de prova, pois estava já parado desde o Rallye Serras de Fafe.
Gostei muito do carro, em termos de travagem e chassis o Corsa é fantástico e penso que será essa a nossa maior vantagem. A nível de motor e caixa ainda estamos algo limitados em relação aos nossos mais diretos adversários, pois é um ponto que vamos ainda evoluir, apesar de mesmo sendo praticamente de série, este motor já provou ser bastante competitivo.
Com isto penso que temos que estar confiantes e dar o nosso melhor e tentar lutar sempre pelos lugares da frente entre os carros das duas rodas motrizes. Sabemos que o rali será bastante disputado, temos carros e adversários fortes, e mesmo o decorrer das duas especiais noturnas, com 17 km cada uma pode trazer sempre muitas mudanças na classificação do rali
”.
O Rallye Centro de Portugal arranca no sábado, pelas 13h30, fazendo uma dupla passagem pelos troços de Carnide, Pombal/Mata Mourisca e Mega S. Pedro de Moel, estando o pódio final previstos para as 22h00 na Marinha Grande.

press MR Team

Leia Mais

Team Global Stadium motivado

O Campeonato de Portugal de Ralis, o Campeonato de Portugal Ralis 2L/2RM e o Citroën Racing Trophy vão para a estrada este próximo sábado, com mais uma edição do Rallye Centro de Portugal, prova em pisos de asfalto sob a responsabilidade do Clube Automóvel da Marinha Grande.

A prova contará com a dupla Ricardo Marques e Paulo Marques, uma vez mais aos comandos do Citroën C2 R2 Max que apesar de estarem “parados” desde Maio, aquando da realização do Rallye Serras de Fafe, estão bastante motivados em regressar aos bons resultados.
Apesar de saberem à partida que contam com um carro inferior aos seus mais diretos adversários, a dupla não pretende baixar os braços e acima de tudo pretendem dar o seu melhor e aproveitar o máximo do C2 R2 Max.
Sabemos que a nossa tarefa é sempre mais difícil pois os nossos adversários dispõem de carros superiores. Mas nem por isso vamos baixar os braços, e queremos dar o nosso melhor, apostando numa boa prova para tentar um bom resultado.
Acho que já provamos em provas anteriores que reunimos andamento para andar na frente, e é com esta motivação que temos que iniciar o nosso rali. Amanhã (4ª feira) vamos testar com o carro, sobretudo para ganhar ritmo de prova e tentar encontrar um bom setup, que nos permita ter um C2 a 100%, o que por si só é uma grande mais-valia
”, concluiu o piloto de Vieira do Minho.
O Rallye Centro de Portugal arranca apenas no sábado às 13h30, com os concorrentes a fazer uma dupla passagem pelos troços de Carnide, Pombal/Mourisca e Mega S. Pedro de Moel, o que totaliza aproximadamente 100 quilómetros em contra relógio. O pódio final está previsto para as 22h00, na Marinha Grande

press Team Global Stadium

Leia Mais

quarta-feira, setembro 19

Video promocional Rallye de Loulé-Casino de Vilamoura 2012v

Leia Mais

Mundial de Superbike é no fim de semana no Algarve

O Autódromo Internacional do Algarve recebe este fim de semana o Campeonato do Mundo de Superbikes. Depois da última ronda em Nurburgring a corrida em Portimão vai ser decisiva na luta pelos títulos. Max Biaggi (Aprilia) lidera nas Superbike e Kenan Sofuoglu (Kawasaki) nas Supersport.

Um fim de semana de muitas corridas com especial destaque para a participação de Miguel Praia que vai entrar em pista com uma Honda CBR 600 RR num circuito que tão bem conhece e onde vai querer ser bem sucedido.

Max Biaggi venceu o Campeonato em 2010 e ambiciona repetir o feito esta época, mas não é o único. O piloto italiano tem quase dez pontos de vantagem sobre Marco Melandri (BMW), uma vantagem pouco significativa se tivermos em conta que até ao final do Campeonato estão 100 pontos em jogo. Assim, torna-se se primordial importância os resultados a conseguir nas duas corridas no circuito algarvio. Certamente que Biaggi e Melandri são os dois grandes candidatos ao cetro porém Carlos Checa (Ducati), atual campeão em título e terceiro classificado, ainda pode matematicamente ser bem sucedido.

Nas Supersport, Kenan Sofuoglu (Kawasaki) pode já cantar vitória no Algarve. O piloto turco tem 38 pontos de vantagem (198) para o segundo classificado, Jalez Cluzel (Honda) com 160. Fabien Foret (Kawasaki) é terceiro com 144 seguido bem de perto de Sam Lowes (Honda) com 141. Miguel Praia, que regressou ao mundial de Supersport no passado fim de semana aposta todos os seus créditos nesta prova. O piloto algarvio que competiu por seis temporadas neste Campeonato alcançou em Portimão como melhor resultado um oitavo lugar e pese embora esteja afastado da competição há largos meses está confiante que conseguirá melhorar essa marca.

Para além do Mundial de Superbike e Supersport entram ainda em pista os pilotos das Superstcok 1000 e 600 e ainda os pilotos do Campeonato Português de Superbike e Supersport. Oito corridas no total estão previstas para Domingo. Os bilhetes encontram-se à venda no site ou na loja do Autódromo do Algarve.

Publicado em Autosport

Leia Mais

terça-feira, setembro 18

Video Rally de Beja 2012

Leia Mais

Pedro Leone e Bruno Ramos rumam em direcção ao Rali Centro de Portugal

Pedro Leone, Bruno Ramos e toda a equipa de assistência da Racing Team by Expofor, defrontam já este sábado dia 22, o Rali Centro de Portugal a decorrer na Marinha Grande. Esta é a 3ª prova da Taça de Portugal integrada no Campeonato de Portugal de Ralis.

O Rali Centro de Portugal vai ser uma prova super compactada, composta por 6 troços em alcatrão com 98,5km, num total de 215,60km de percurso a decorrer num só dia.

Pedro Leone e Bruno Ramos, vão pela primeira vez pisar as terras da Marinha Grande conscientes que esta é uma das provas mais difíceis do campeonato e decisiva para os manter na luta de um bom resultado para a época de 2012, mas partem com o habitual entusiasmo que os move neste mundo dos ralis e com a sua emblemática máquina o Ford Escort Cosworth.

O projecto de 2012 da Racing Team by Expofor, conta com o apoio da Expofor, Santogal; Wurth; Galp Formula; Tintauto; PPG; QeF; Wash e Go; Publicom; Fronti; VigiPrivada; By Wash; GT Alarmes; Sintyum e Piquetassiste.

press Santogal-Expofor

Leia Mais

segunda-feira, setembro 17

Marreiros consolida liderança no Regional Sul

Márcio Marreiros deu mais um passo importante para a conquista do Regional Sul. O 2º lugar averbado no Rali Cidade de Beja permite aumentar a distância dos rivais mais directos, que são três concorrentes em viaturas de duas rodas motrizes.

O piloto portimonense Márcio Marreiros somou mais 18 pontos no Rali Cidade de Beja, e aumentou para 62 pontos a liderança no campeonato regional do sul. Seguem-se na tabela três equipas da Divisão I. Jorge Rêgo ascendeu à segunda posição isolado, depois de mais uma excelente exibição na prova alentejana, que culminou num quinto lugar, totalizando agora 50 pontos. A apenas 2 surge o seu rival directo Marco Ferreira, que foi 6º em Beja. José Martins ocupa a 4ª posição com 43 pontos. O grande perdedor foi Nuno Venâncio que devido ao abandono desceu para o 5º posto com 33 pontos. Seguem-se Ruben Tabaio com 31 pontos, José Dimas 28 pontos, Renato Leria com 25 e António Lampreia, que somou os primeiros pontos da época, e logo com uma vitória.
Nos navegadores, também Pedro Conde está na frente com 62 pontos.Afonso José Simões com 50 pontos é o segundo classificado, na frente de Rui Santos que totaliza 43 pontos, José Teixeira com 35 e André Barras com 33 pontos.

Leia Mais

sábado, setembro 15

António Lampreia estreou-se a vencer... em casa

Com poucos inscritos e menos participantes ainda, o Rali de Beja disputou-se debaixo de 35 graus, numa prova que foi desportivamente interessante e com um vencedor em estreia.
Com apenas três troços, o piloto de Beja António Lampreia obteve a sua primeira vitória no Regional Sul, sendo tão inesperada quanto justa, aproveitando bem o conhecimento do terreno mas (acima de tudo) a sua posição de partida, que lhe permitiu atacar desde o primeiro troço encontrando a estrada mais limpa. Uma excelente vitória, merecida, para um piloto que muito tem dado ao Regional Sul.

O líder do Regional não esteve mal, mas o tempo perdido na primeira especial, em que teve de "limpar" o troço, acabou por ser decisivo ao longo do rali. O piloto do Mitsubishi foi crescendo de ritmo, e no derradeiro troço ainda teve uma saída de estrada, já na parte final, quando tentava ainda ir buscar o primeiro lugar. Mesmo assim, a segunda posição permite a Márcio Marreiros continuar na liderança do Regional Sul, ainda mais destacado.

O pódio ficou completo com Luís Nunes, que fez uma prova muito boa, provando que está cada vez mais competitivo ao volante do Mitsubishi. Ainda venceu o derradeiro troço, ficando a pouco mais de 9 segundos da vitória, o que é de facto uma boa prestação.

Nuno Venâncio em BMW, segundo no regional, desistiu com problemas de aquecimento no motor, numa prova em que João Correia, nem chegou a sair da assistência (atraso na preparação do carro), Orlando Bule nem chegou a aquecer e Pedro Charneca ficou a meio do primeiro troo com problemas de motor.

Assim, no 4º lugar aparece Ruben Tabaio, também ele com uma boa prestaçãoo ao volante do Ford Escort, mas surpreendente é o 5º lugar de Jorge Rego, com o pequeno AX que voou nos troço, ficando a apenas 9 segundos do 4º lugar, vencendo novamente as duas rodas motrizes.

Nesta luta, Marco Ferreira ficou no 6º lugar, fazendo também excelente registos ao volante do seu Citroen Saxo, ficando na frente do Subaru Impreza de José Dimas, este já com uma diferença superiora 1 minuto para o vencedor do rali.

LÍDERES DO RALI:
António Lampreia (Pec 1 a 3)

VENCEDORES DE TROÇOS:
António Lampreia (2); Luís Nunes (1)

publicado em RalisOnline

Leia Mais

Tiago Monteiro testa Honda no Algarve

Tiago Monteiro esteve três dias no Autódromo Internacional do Algarve para dar continuidade aos testes de desenvolvimento do Honda Civic que o irá estrear em Suzuka, na antepenúltima prova do WTCC.

A equipa JAS cumpriu assim a terceira fase de testes, depois dos já efectuados em Itália e na Eslováquia, passando Tiago Monteiro a assumir o protagonismo ao volante do Civic, uma vez que até agora havido sido Gabriele Tarquini a assumir o volante do Civic na maior parte dos treinos. No entanto, o veterano piloto italiano está impedido de correr pela Honda já em 2012 devido a obrigações contratuais.

No primeiro dia de testes, coube a Gabriele Tarquini parte do trabalho e, no segundo e terceiro, a Tiago Monteiro, que fez um trabalho minucioso de ajustar ao máximo o novo Honda Civic, conforme referiu: "Estamos a trabalhar de forma muito intensa, pois falta pouco tempo para a primeira corrida. A realidade é que de cada vez que entramos em pista damos um passo em frente. Há ainda um longo percurso a fazer mas com a dedicação e profissionalismo de todos na JAS Motorsport e na Honda tenho a certeza que vamos conseguir atingir os nossos objetivos".

"O Honda Civic é bastante eficaz nas travagens e na entrada par as curvas, mas, face ao que estou habituado, ainda difícil de pilotar. É todo um caminho que temos de percorrer até encontrarmos o melhor compromisso. A primeira corrida no Japão vai ser um enorme desafio, pois a Honda estará a correr em casa e há o enorme desejo para que tudo corra bem", concluiu Tiago Monteiro, que só pegará na sua nova máquina no Japão.

No entanto, ainda antes de assumir o volante do Civic nas últimas três provas da temporada do WTCC, Tiago Monteiro vai ainda competir com o Seat Leon no circuito norte-americano de Sonoma, entre os próximos dias 21 e 23 de Setembro.

publicado em Lusomotores

Leia Mais

Campeonato do Mundo de Superbike em menos de duas semanas no Algarve

Faltam menos de duas semanas para que o Autódromo Internacional do Algarve receba o Campeonato do Mundo de Superbikes de 21 a 23 de Setembro. Depois da última ronda em Nurburgring a corrida em Portimão vai ser decisiva na luta pelos títulos. Max Biaggi (Aprilia) lidera nas Superbike e Kenan Sofuoglu (Kawasaki) nas Supersport.

Um fim-de-semana de muitas corridas com especial destaque para a participação de Miguel Praia que vai entrar em pista com uma Honda CBR 600 RR num circuito que tão bem conhece e onde vai querer ser bem sucedido.
Max Biaggi venceu o Campeonato em 2010 e ambiciona repetir o feito esta época, mas não é o único. O piloto italiano tem quase dez pontos de vantagem sobre Marco Melandri (BMW), uma vantagem pouco significativa se tivermos em conta que até ao final do Campeonato estão 100 pontos em jogo. Assim, torna-se se primordial importância os resultados a conseguir nas duas corridas no circuito algarvio. Certamente que Biaggi e Melandri são os dois grandes candidatos ao cetro porém Carlos Checa (Ducati), atual campeão em título e terceiro classificado, ainda pode matematicamente ser bem sucedido.
Nas Supersport, Kenan Sofuoglu (Kawasaki) pode já cantar vitória no Algarve. O piloto turco tem 38 pontos de vantagem (198) para o segundo classificado, Jalez Cluzel (Honda) com 160. Fabien Foret (Kawasaki) é terceiro com 144 seguido bem de perto de Sam Lowes (Honda) com 141. Miguel Praia, que regressou ao mundial de Supersport no passado fim-de-semana aposta todos os seus créditos nesta prova. O piloto algarvio que competiu por seis temporadas neste Campeonato alcançou em Portimão como melhor resultado um oitavo lugar e pese embora esteja afastado da competição há largos meses está confiante que conseguirá melhorar essa marca.
Para além do Mundial de Superbike e Supersport entram ainda em pista os pilotos das Superstcok 1000 e 600 e ainda os pilotos do Campeonato Português de Superbike e Supersport. Oito corridas no total estão previstas para Domingo.

publicado em AIA

Leia Mais

sexta-feira, setembro 14

João Silva regressa ao Nacional de Ralis

João Silva está confirmado nas três provas que restam do Campeonato de Portugal de Ralis (Centro de Portugal, Mortágua e Algarve). O piloto que competiu este ano na WRC Academy confirmou à RTP Madeira, que estará já na Marinha Grande com o Renault Clio R3, que lhe deu o título na época passada. O navegador será Hugo Magalhães

VIDEO RTP-MADEIRA

Leia Mais

Regional prossegue em Beja

Chegamos a meados de Setembro e finalmente disputa-se a 3ª prova do Regional Sul 2012. Depois de Vila do Bispo e Monchique, Beja irá receber o pelotão do CRRS com o favoritismo a recair sobre Márcio Marreiros.

A um dia do Rali Cidade de Beja é possível assegurar que a terceira prova do regional de 2012 é em Beja. Depois de alguns meses de incerteza, principalmente criado depois da estranha aparição de Serpa como prova de reserva, o Aero Clube de Beja conseguiu viabilizar a sua prova. Uma "novela" que não dignificou os ralis regionais, e convictamente prejudica ambos os clubes e organizações, nomeadamente na presença de concorrentes.
O Rali tem 22 inscritos, um número baixo, mas que reflecte o estado do automobilismo nacional - mesmo entre os VSH dos regionais. Márcio Marreiros surge com o #1 de porta e depois das vitórias nas duas primeiras provas também é o favorito - para além da rapidez tem uma viatura muito fiável, a que também se junta o experiente Pedro Conde na navegação. Nuno Venâncio é o segundo concorrente na estrada, muito graças à fiabilidade do BMW 325 IX que lhe permite ser o rival directo de Marreiros no CRRS. Depois da vitória no Open Rally de Portugal, Orlando Bule regressa ao Mitsubishi EVO7 e quer averbar a 1ª vitória regional. José Dimas, Ruben Tabaio, Pedro Charneca e João Correia também têm uma palavra a dizer nos 4x4.
Nas duas rodas motrizes, Marco Ferreira e Jorge Rêgo partilham protagonismos, ambos em Citroen, mas com modelos diferenciados - Saxo e AX, respectivamente, estão na linha da frente para a vitória na Divisão I.
Infelizmente também fica marcada por algumas ausências. Entre eles: Ricardo Teodósio, Carlos Martins, João Monteiro, Vasco Tintim, José Coelho e Marco Gonçalves.
Nota final para a reunião da dupla Jorge Baptista e Vanda Germano (dentro da viatura de competição obviamente), no Renault 11 que irá efectuar as funções de carro zero.
LISTA DE INSCRITOS

foto E.Guerreiro, Facebook, Vila do Bispo 2012

Leia Mais

quinta-feira, setembro 13

Dupla Jorge Baptista e Vanda Germano de regresso

O próximo rali de Beja assiste ao regresso da dupla Jorge Baptista/Vanda Germano que disputou o Regional Sul nas épocas de 2003 e 2004. O regresso faz-se a bordo de um mítico Renault 11 ex-oficial.

O Rali de Beja assiste à reunião da dupla Jorge Baptista e Vanda Germano que disputou, com sucesso, as temporadas de 2003 e 2004 (e uma participação esporádica em 2006) com o Peugeot 205 GTi. Jorge Baptista, que tem participado no CRRS nos últimos anos com viatura como Celica GT-Four, Golf GTi e um Mitsubishi Lancer VI volta às duas rodas motrizes e à companhia feminina (depois de nomes como Artur Cruz, Luis Santos, Licinio Santos e Edgar Gonçalves).
O regresso será como viatura de segurança, nomeadamente como carro zero, e será com o recém adquirido Renault 11 JT-35-80, também ele uma viatura cheia de história. Este carro é um ex-oficial Renault Portuguesa tripulado por Inverno Amaral em 1988, onde foi o melhor português no Rali de Portugal. Mais recentemente, e já adaptado com motorização 2.0, disputou o CRRS com Augusto Páscoa e Ana Santos.

Leia Mais

Gago estreia-se com segundo posto na terra


Diogo Gago e Jorge Carvalho realizaram em Oliveira do Hospital a primeira prova em pisos de terra com o Peugeot 206 Gti, vindo a terminar no segundo posto do Desafio Modelstand, numa excelente estreia que lhes permite encarar com grande optimismo esta fase da temporada.

Ainda antes de fazer um balanço sobre a prova, Diogo Gago falou sobre as primeiras sensações com o Peugeot 206 Gti na terra, um carro que considerou ser "exigente de se guiar. Senti falta de quilómetros e derivado à inexperiência neste tipo de piso com este carro cometi um erro que poderia ter posto em causa a continuação em prova. Com o desenrolar da mesma, deu para tirar mais conclusões e ver que é um carro muito competitivo na terra. Acredito que, com o explorar dos comportamentos do carro, podemo-nos tornar ainda mais competitivos do que aquilo que já conseguimos ser em Oliveira do Hospital".

Já sobre a prova em si, Diogo Gago e Jorge Carvalho viriam a terminar na segunda posição, vencendo três provas especiais de classificação, com o jovem algarvio a considerar que a estreia "acabou por ser positiva. Entrámos na super especial ainda com algumas dificuldades, mas na segunda especial começámos bastante bem e certinhos, mas no final um toque danificou-nos bastante a direcção e outros componentes, o que acabou por nos fazer perder tempo precioso logo na primeira secção do rali. No entanto, na parte da tarde e já com o carro em perfeitas condições, tornamo-nos mais competitivos a cada especial e saímos do rali com a certeza que temos capacidades para lutar pelas vitórias como fizemos na fase de asfalto", comentou o piloto apoiado pela ENI, Chaveca e Janeira e ainda Axa Seguros.

Terminada a prova, a dupla acabou por ser surpreendida com a selagem do seu 206 Gti para uma verificação especial por parte da entidade organizadora do Desafio Modelstand.
Sobre essa situação, Diogo Gago contou que achou "como uma atitude positiva por parte da organização do troféu, pois nos últimos tempos temo-nos apercebido de algumas conversas de bastidores nas quais era colocada em causa a legalidade do nosso carro. No final, as dúvidas sobre a legalidade do carro foram dissipadas e da nossa parte (piloto avegador e equipa técnica) elogiamos a atitude do organizador da competição pela forma como conduziu esta verificação ao nosso carro, que foi bem minuciosa e milimetricamente cuidada em todos os seus componentes para que não restem quaisquer dúvidas de que o nosso carro respeita todas as especificações do regulamento da competição".

A próxima prova será o Rally Casino de Vilamoura, que terá lugar nos dias 6 e 7 de Outubro.

press SportsMultimédia

Leia Mais

quarta-feira, setembro 12

Inscritos e Mapa Rali de Beja

Já foi disponibilizada a lista de inscritos da 3ª prova do regional sul, que se irá disputar no próximo Sábado em Beja. São 22 os concorrentes que formalizaram a inscrição.

INSCRITOS



MAPA


informação publicadas em RalisOnline

Leia Mais

Marco Ferreira tranquilo para o Rali de Beja

Depois das primeiras duas provas do Regional Sul de Ralis, Marco Ferreira parte para Beja no terceiro posto na competição.

Como já é habitual, o Regional Sul de Ralis voltou a ter uma pausa muito grande entre a segunda e a terceira prova (cerca de três meses), algo que Marco Ferreira considera que poderá ter alguma influência no ritmo de prova.

"As três provas efectuadas este ano, (duas no CRRS e o Rally de Portugal), serviram para evoluir, mas não foram suficientes para ganhar o ritmo que será necessário para ser consistente ao longo de todo o campeonato. O ideal teria sido utilizar o tempo de paragem para fazer ralis de outros campeonatos, mas não foi possível. Outra opção teria sido efectuar testes com o Saxo, mas os locais com condições de segurança para o efeito não abundam, a logística é complicada e o próprio orçamento também não estica. Não é de todo fácil testar com condições, e penso que seja igual com os meus adversários no Regional Sul", começou por dizer Marco Ferreira.

Ainda assim, a pausa "serviu para resolver alguns problemas que tivemos no carro e deu para o revisionar de forma a estar o mais bem preparado possível para Beja."

Quanto a objectivos, o piloto de Santiago do Cacém diz que apenas conhece "a prova de 2010, que na altura foi o segundo rali da minha carreira, por isso tenho ideia de que encontraremos um bom piso e um rali bem rápido. Nesta prova o José Teixeira volta a ser meu navegador e vamos tentar fazer o mesmo que em Vila do Bispo, que passa por ganhar confiança no primeiro troço e depois procurar melhorar nos seguintes".

Sendo actualmente o terceiro classificado no Regional Sul, Marco Ferreira não considera que essa seja uma pressão adicional e diz mesmo que "com duas provas não quero pensar no campeonato. Após esta prova chegaremos a meio do campeonato e depois veremos."

publicado em Supermotores

Leia Mais

terça-feira, setembro 11

Gil Antunes em destaque no Rallye Oliveira do Hospital

Eram apontados como uns dos mais sérios candidatos à vitória, e uma vez mais Gil Antunes e Carlos Ramiro não deixaram os seus créditos por mãos alheias ao dominar o Rallye Oliveira do Hospital no Desafio Modelstand, sétima jornada do Campeonato Open de Ralis.

A dupla do Peugeot 206 Gti entrou muito concentrada e fez uma prova ao seu melhor estilo. Logo na super especial de sexta-feira garantem o 7º tempo da geral, primeiros entre os concorrentes dos 206 Gti. No Sábado, voltaram a ganhar a primeira prova especial do dia, acumulando ainda mais vantagem. Para a PEC 3 e sabendo dos problemas dos seus adversários entram com um ritmo regular, o que acabou por diminuir a vantagem até aí garantida, mas mantendo a equipa de Aruil na frente do troféu. Para o troço seguinte voltaram ao seu habitual andamento e voltaram a arrecadar uma grande vantagem que lhes permitiu a partir dali ir gerindo o seu rali.
No primeiro troço da tarde voltaram a vencer, partindo para os dois últimos troços ainda mais concentrados, de forma a gerir bem a vantagem que tinham para os seus mais diretos adversários.

Após as sete provas especiais de classificação, Gil Antunes e Carlos Ramiro garantem a vitória no Desafio Modelstand, a segunda esta época, sendo os 5º da geral. Além do bom desempenho no troféu, fizeram ainda uma prova notável em termos dos carros de apenas duas rodas motrizes, onde assumiram também a liderança após a segunda especial, para não mais a largar e sair de Oliveira do Hospital com mais um triunfo.

Foi muito bom ter vencido novamente. Gostei muito do traçado do rali, não era fácil de todo, pois a dureza da prova obrigava a uma boa gestão do nosso rali, mas fomos sendo fortes troço a troço, conseguimos ter uma boa vantagem e depois bastou gerir até ao final para garantir o triunfo que nos permite ir num bom caminho para tentar chegar ao titulo”, salientou o piloto de Sintra.
Gil Antunes e Carlos Ramiro reforçam assim a liderança do Desafio Modelstand, numa altura onde faltam disputar mais três provas.

press Gil Antunes

Leia Mais

Competisport no pódio

O Campeonato Open de Ralis prosseguiu este passado de fim-de-semana com o Rallye Oliveira do Hospital, prova ainda pontuável para o Campeonato Regional Ralis Centro e Desafio Modelstand.


As duas duplas da Competisport, acabaram por ter sortes diferentes neste duro rali em pisos de terra.
Luís Mota e Alexandre Ramos estrearam o Mitsubishi EVO VII neste tipo de piso e o resultado acabou por ser muito produtivo, com a equipa a fazer uma prova notável, apesar de alguns problemas mecânicos não os estarem a permitir ir mais além.
Durante todo o rali a equipa do Cartaxo debateu-se com o sobreaquecimento do motor, pelo que eram obrigados a rodar com o ALS desligado de forma a evitar problemas ainda maiores, limitando assim bastante todo o potencial do carro.
Apesar de tudo nunca baixaram os braços e fizeram os possíveis, terminando o rali na terceira posição da geral, segundos entre os concorrentes do Campeonato Regional Ralis Centro.
Por seu turno, o regressado André Mota teve uma prestação demasiado curta, já que foi obrigado a desistir ainda no decorrer da segunda especial.
Navegado por Eurico Adão, o piloto do Peugeot 206 Gti entrou bastante bem no rali com um excelente tempo na super especial de sexta-feira, 11º da geral, 3º entre os Peugeot 206 Gti e 4º entre os concorrentes das duas rodas motrizes.
No sábado entraram mais uma vez com um ritmo muito vivo, mas no decorrer da primeira especial do dia vieram a ser obrigado a desistir com problemas na caixa de velocidades.
Uma prova muito curta, mas onde o piloto mostrou já estar a 100% e há que contar com ele para as próximas provas.

press Competisport

Leia Mais

segunda-feira, setembro 10

Respol Racing Team com balanço positivo

O Clube Automóvel do Centro levou para a estrada mais uma edição do Rallye Oliveira do Hospital, a sétima jornada do Campeonato Open de Ralis.

Para a dupla Sérgio Vaz e Bino Santos a prova marcou o seu primeiro contato com o Peugeot 206 Gti nos pisos de terra, pelo que a prova foi encarada mais como um teste para conhecer o carro neste tipo de piso.

Num rali que foi muito duro, a dupla apostou num andamento regular rodando com redobradas atenções nas zonas onde o piso estava verdadeiramente demolidor. Apesar de tudo a equipa foi ganhando confiança e foi troço a troço melhorando os tempos nas PEC’s registando “cronos” já dentro dos três primeiros, o que deixa já bons indícios para as próximas provas.

Como nos refere o piloto de Torres Vedras, “O Rali correu muito bem. Não fizemos qualquer teste com o carro nos pisos de terra, pelo que na super especial foi mesmo o primeiro contacto que tive com o carro neste tipo de piso. As últimas provas foram em 2011 com o Seat Marbella, além do que este é um carro totalmente diferente, pois permite-nos andar noutros andamentos.
Fomos conhecendo o carro, pec a pec fomos ganhando mais confiança e acabamos por garantir já bons tempos entre os concorrentes do troféu. Não tivemos qualquer percalço, apenas o vidro que embaciou no último troço quando começou a chover. De resto o carro esteve muito bom e penso que acabamos com os problemas que nos afetaram nas ultimas provas. Estamos muito satisfeitos com o resultado, pois o mais importante era terminar e encarar este rali como um teste. Agora vamos já preparar da melhor forma a próxima prova, onde vamos fazer alguns testes para no Rallye de Loulé estar ainda a um melhor nível”
.

A dupla terminou o rali na 11ª posição, sendo os 5º entre os concorrentes do Desafio ModelStand.

press-release Respol Racing Team

Leia Mais

SFR Motorsport Vence novamente

A SFR Motorsport voltou aos triunfos no Campeonato Open de Ralis que este passado fim-de-semana esteve em Oliveira do Hospital para mais uma edição do rali com o nome desta bonita cidade.

A prova em pisos de terra contou ainda para o Desafio ModelStand, competição monomarca onde estão inseridos as duas duplas da equipa, Gil Antunes/Carlos Ramiro e Pedro Fins/Sérgio Rocha.
Para Gil Antunes e Carlos Ramiro o rali correu em pleno com o piloto a garantir a liderança do Troféu logo na primeira especial, liderando todo o resto do rali e garantindo assim mais uma merecida vitória, na qual se juntou também ainda o triunfo na Categoria 1 do Open de Ralis, a dos carros de apenas duas rodas motrizes e o 5º lugar da gera!
Foi muito bom ter vencido novamente. Gostei muito do traçado do rali, não era fácil de todo, pois a dureza da prova obrigava a uma boa gestão do nosso rali, mas fomos sendo fortes troço a troço, conseguimos ter uma boa vantagem e depois bastou gerir até ao final para garantir o triunfo que nos permite ir num bom caminho para tentar chegar ao titulo”, salientou o piloto de Sintra.
Para Pedro Fins e Sérgio Rocha o rallye parecia muito promissor. Apesar de já não fazer qualquer rali em pisos de terra á mais de 4 anos, a dupla entrou bem nos dois troços iniciais do rali. Contudo um problema no seletor da caixa de velocidades do Peugeot 206 Gti logo na terceira PEC onde perderem imenso tempo, deitou tudo a perder, levando a dupla para as ultimas posições. A partir dali, e sem condições para tentar chegar aos lugares da frente, a dupla encarou a prova como um teste, levando o carro até ao pódio final, sendo ainda os 7º no Desafio Modelstand.
Entramos demasiado cautelosos na primeira PEC, o que nas nossas circunstâncias era quase obrigatório, mas logo na segunda PEC conseguimos recuperar alguns segundos, com um oitavo tempo á geral (quarto melhor tempo no troféu), ficando dessa forma a cerca de 8 segundos do quarto lugar e em 10º da classificação geral. Tudo estava a correr normalmente, e tudo indicava que íamos conseguir aumentar o nosso ritmo, troço a troço, e tentar terminar este rali, terrivelmente duro da melhor forma possível, mas logo no inicio da terceira PEC acabamos por ter um problema com o selector da caixa de velocidades, e fomos obrigados a parar. Perdemos muito tempo a resolver o problema, e só com muito esforço, e muita força de vontade do Sérgio, é que finalmente conseguimos sair dali, e seguir em prova”, concluiu Pedro Fins.

SFR Motorsport press-release

Leia Mais

domingo, setembro 9

Daniel Nunes e Daniel Amaral dominam Rallye Oliveira Hospital

Melhor era impossível! Daniel Nunes e Daniel Amaral estiveram imparáveis no Rallye Oliveira do Hospital, a sétima jornada do Campeonato Open de Ralis, com a dupla a dominar o rali da primeira à última especial.

Contando com um Mitsubishi EVO VI que esteve a 100% a equipa de Sintra entrou logo a vencer na super especial de sexta-feira à noite. No sábado, um andamento espetacular permitiu-lhes vencer quase todos os troços, perdendo apenas um troço dos sete que componham a prova, para o seu mais direto adversário.

Além disso uma peça fundamental neste resultado foi também a nova evolução dos Pneus Kumho para os pisos de terra, onde aliado com um bom setup nas suspensões permitiu à equipa superar da melhor os seus mais diretos adversários.

Como nos salienta o Jovem piloto “A prova correu na perfeição pois garantimos o objetivo de alcançar os 3 pódios, Open, Centro e Júnior. Foi uma prova muito dura, derivado ao muito pó, às pedras, ao calor e também à chuva que nos surpreendeu no final. Este resultado deve se também à estreia da nova evolução dos Pneus Kumho que provaram mais uma vez serem superiores à concorrência, pois foram muito eficazes.
Conseguimos trabalhar bem a prova, revimos o carro todo, fizemos um pequeno mas bom teste onde conseguimos um bom setup nas suspensões, graças à nossa equipa de mecânicos a cargo da JF Lima.
Entramos com o pé direito e agora vamos continuar a trabalhar com mais testes para manter esta toada de bons resultados. Por fim quero dedicar esta vitória ao pai do meu navegador, João Amaral
.

Além do Open, Daniel Nunes e Daniel Amaral dominaram o Regional Centro, bem como o Campeonato de Portugal Júnior de Ralis garantindo assim três vitórias duma só vez. Com isto o piloto mantém se na luta pelo titulo no Campeonato Júnior, Centro, bem como pelo top três no Open.

O Campeonato Open de Ralis prossegue com o Rallye de Loulé, a 7 de Outubro.

press-release Daniel Nunes/Daniel Amaral

Leia Mais