quarta-feira, outubro 31

Diogo Gago e Jorge Carvalho vencedores Desafio Modelstand

Diogo Gago e Jorge Carvalho venceram pela quinta vez no Desafio Modelstand, conquistando o título de Campeões da competição reservada aos Peugeot 206 Gti.

A dupla venceu a especial de abertura do Rali de Gondomar, acabando por somar o segundo melhor tempo na segunda especial. Tendo como objectivo lutar pela vitória, a dupla acabou por ver os seus rivais directos perderem tempo precioso no troço seguinte, passando depois a gerir a vantagem para a concorrência, conquistando a quinta vitória do ano em seis provas terminadas.

Sobre o resultado deste fim-de-semana em Gondomar, Diogo Gago começou por dizer que “esta vitória acabou por ser a cereja no topo do bolo. Sabíamos que ia ser um rali complicado não só pelo estado do tempo, mas também porque os nossos mais directos adversários iam apostar tudo em ganhar”.

O jovem algarvio contou que entrou “com alguns cuidados, pois o nosso principal objectivo era acabar. Fizemos tudo bem e acabámos por beneficiar de problemas técnicos do mais directo adversário que nos deixaram isolados no comando da competição e assim conquistar a quinta vitoria no Desafio e consequentemente o campeonato”.

Numa prova que consagrou Diogo Gago e Jorge Carvalho como Campeões do Desafio Modelstand, a dupla confirmou que faz um “balanço que só pode ser altamente positivo. Tem sido uma temporada recheada de vitórias e de muitos bons momentos em que todas tiveram um sabor e significado especial. Quero agradecer aos principais patrocinadores (Eni, Chaveca e Janeira, Axa Seguros, Pedro Pinto automóveis), à nossa equipa técnica que nos pôs nas mãos um carro sempre fiável e em especial ao meu Pai que é o principal responsável pela conquista do título no Desafio Modelstand”.

press Sports Multimédia

Leia Mais

SFR com balanço positivo

O Campeonato Open de Ralis foi até Gondomar para a penúltima prova da época, o Rallye Cidade de Gondomar, prova igualmente pontuável para o Desafio Modelstand.A SFR Motorsport saiu do Rali de Gondomar com um balanço positivo no desempenho das suas duas duplas, Gil Antunes/Carlos Ramiro e Pedro Fins/Sérgio Rocha ambos em Peugeot 206 Gti.

Gil Antunes partiu para a prova centrado em vencer pois o piloto de Sintra estava em luta pela vitória no troféu e só com esta vitória em Gondomar poderia vencer o troféu. Com um andamento diabólico, o piloto deu nas vistas, dominando o troféu, e obtendo tempos verdadeiramente arrebatadores, mas infelizmente na terceira PEC do rali um tubo soltou-se e fez a equipa perder mais de 3 minutos. Sem nunca baixar os braços, conseguiram fazer uma notável recuperação, perto de 30 posições, terminando a prova na 5ª posição da geral, segundo no Desafio Modelstand e segundo entres os carros de apenas duas rodas motrizes.
Como nos Salientou Gil Antunes. “Da nossa parte fizemos aquilo que tínhamos a fazer. Entramos fortes e conseguimos ter desde cedo uma boa vantagem para o nosso mais direto adversário. Depois tivemos o percalço mecânico no carro que acabou por comprometer o nosso rali, pois perdemos mesmo muito tempo. Com isto o nosso objetivo era recuperar a segunda posição do troféu para caso houvesse algum azar com o nosso adversário termos ainda possibilidade de vencer. E foi isso que conseguimos, um andamento alto, sem qualquer erro e fomos a segundo do troféu. Sabíamos que só com muita sorte e um erro do nosso adversário, poderíamos vencer, o que não aconteceu e terminamos em segundo nesta prova e garantimos já também a segunda posição final no troféu. Os ralis são mesmo assim, para haver vencedores, tem de haver os vencidos. Temos que dar os parabéns ao Diogo e ao Jorge, pois foram sempre uns grandes adversários ao longo da época e que tornou este Desafio numa competição bastante interessante e bem disputada. Deixo ainda um agradecimento a todos os nossos parceiros, à nossa equipa, a SFR Motorsport e a todos aqueles que rali a rali nos apoiaram
Também Pedro Fins e Sérgio Rocha entraram bem na prova, mas um toque acabou por lhes comprometer o rali. Como nos referiu o piloto de Viana do Castelo “Foi um Rali difícil, em que acabamos por sofrer muito para conseguir chegar ao fim da primeira secção. Entramos bem na primeira PEC, mas logo na segunda acabamos por dar um toque numa pedra que nos recuou uma das rodas, e abriu muito a direção do carro. Com isto perdemos muito tempo na terceira PEC, e já não foi possível chegar aos lugares pódio, o que acredito que sem este azar estaria perfeitamente ao nosso alcance. No entanto, apesar deste 5º lugar não reflectir o nosso andamento este, é um resultado bastante positivo, porque acabamos por conseguir sair de Gondomar no terceiro lugar do Troféu, objectivo que já perseguíamos desde o inicio da fase de terra.
Agora, só nos resta ir para o último Rali defender com unhas e dentes esta terceira posição, até porque só dependemos de nós mesmo para terminarmos o Troféu no Top 3.
"
A SFR Motorsport prossegue assim com o Rali de Baião, no dia 24 de Novembro, a derradeira prova do Campeonato Open de Ralis e Desafio Modelstand.
press SFR Motorsport

Leia Mais

MR Team com objetivo cumprido

A cidade de Gondomar recebeu neste passado fim-de-semana a caravana do Campeonato Open de Ralis, em mais uma edição do Rallye de Gondomar onde a MR Team marcou presença com a dupla Paulo Moreira e Marco Macedo.

A equipa partiu para a prova em pisos de terra centrada em fazer um rali de evolução, “vingando” assim a desistência prematura no Rallye de Loulé.Num rali que se apresentou com algumas zonas dos troços ainda com lama, a dupla do Opel Corsa OPC rodou com algumas cautelas nestes primeiros troços, até porque apanharam alguns sustos, devido a um problema no eixo traseiro e na travagem que os obrigou inclusive a dosear um pouco o andamento. Na vinda à assistência a Monteiros Competições resolveram o problema e a equipa partiu muito mais motivada para a secção da tarde e disposta a recuperar algumas posições.
Rodando num ritmo bem mais alto, foram subindo posições e melhorando muito os seus tempos acabando por terminar o rali na 8ª posição da geral, 5º entre os carros de duas rodas motrizes e vencedores da sua classe.
Como nos salienta o piloto do Montijo “De manhã tivemos que rodar com muitas cautelas pois deparamo-nos com um problema no eixo traseiro e na travagem. Em algumas zonas ainda apanhamos alguns sustos pois o carro estava constantemente a bloquear. Resolvido o problema, entramos fortes na parte da tarde e já conseguimos impor um bom andamento. Na PEC 6, quando rodávamos num ritmo forte, um excesso fez-nos dar um peão e perdemos a hipótese de lutar pelo 3º das 2RM. O carro estava muito bom, aguentou da melhor forma possível a dureza da prova e foi bom terminar dentro dos objetivos que tínhamos inicialmente proposto, destacando-se a vitória na nossa classe. Prova a prova temos conseguido ter um maior conhecimento do carro, pelo que em Baião contamos andar ainda mais na frente”.
O Opel Corsa OPC prossegue com a dupla Daniel Ribeiro e Jorge Carvalho no Rali Casinos do Algarve a 16 e 17 de Novembro.
Mais info e fotos em: http://www.facebook.com/mrteamrallye

Press MR Team

Leia Mais

Cristiano Queiroga com azar em Gondomar

Gondomar assistiu este fim de semana a mais uma excelente prova do Troféu Fastbravo, com boas lutas e sobretudo momentos de condução de elevado nível. Cristiano Queiroga e Rufino Silva viveram esta experiência ao máximo, enquanto a mecânica do pequeno Seat Marbella lhes permitiu.

Numa prova em que sente particularmente à vontade Cristiano Queiroga via neste rali o momento ideal para inverter a tendência de azar que tem perseguido a equipa nas últimas provas e partia com a moral em alta, "estava pronto para começar o rali da melhor forma". Mas a sorte voltou a não querer nada com equipa e logo na super especial de abertura a equipa sentiu dificuldades, como adianta o piloto "na primeira curva da super especial, damos conta que algo se passava com o amortecedor do lado direito, o que tornava difícil de controlar o carro".

Mesmo com este problema no arranque do rali Cristiano Queiroga e Rufino Silva não desmoralizaram e após conseguirem resolver o problema estavam preparados para um dia de ataque e ritmo alto nas 6 especiais que se disputaram sábado. Infelizmente logo na primeira especial do dia os problemas voltaram, "notamos no primeiro troço que o carro estava difícil de controlar a curvar para a esquerda, tentando sempre mante-lo na estrada principalmente nas zonas com mais lama", o que desde logo inviabilizou um bom resultado final com a equipa a perder algum tempo para os seus adversários.

Na sequência do que se tem passado nos ralis anteriores os problemas agravaram-se e na terceira especial da prova a caixa do pequeno Marbella começou a falhar como nos explica o piloto de Penafiel, "Na terceira especial da manhã sentimos que havia algum problema com a caixa porque ia encravando em 3ª velocidade e tornou-se difícil controlar o carro á entrada das curvas quando sentia o carro solto sem a velocidade engrenada". Mesmo assim a equipa esforçou-se por continuar acabando por fazer a última ligação da manha com a caixa encravada em 3ª velocidade. No entanto já na assistência a decisão de abandonar acabou por ser tomada, "decidimos parar na assistência a meio do rali porque dali não sairia mais nada".

Com o azar a não abandonar a equipa a luta pelo título acabou de vez, seguindo-se agora a possibilidade de pelo menos terminar a época no 3º lugar final do Troféu, posição que está ao seu alcance assim a má sorte não volte a aparecer. Apesar do desaire Cristiano Queiroga e Rufino Silva mantem a postura positiva que os caracteriza, admitindo o piloto que a prova "valeu pela diversão da parte da manhã".

O Troféu Fastbravo terá ainda uma última etapa a cumprir, nos dias 24 e 25 de Novembro com a realização do Rali de Baião.

press Cristiano Queiroga

Leia Mais

Salvador Gonzaga - Avaria mecânica ditou a desistência

Salvador Gonzaga e Paulo Lopes voltaram a não ter sorte no Campeonato Open de Ralis e Desafio Modelstand, na edição de 2012 do Rallye de Gondomar.

Sendo um rali na qual a dupla se enquadra bem, nem o pouco conhecimento dos troços lhes impediu de entrarem motivados para o rali em pisos de terra. A dupla começou regular com um 4º melhor tempo no traçado da super especial noturna em Gondomar. No sábado entraram verdadeiramente ao ataque e conseguiram impor um andamento que lhes permitia rodar nos lugares da frente da competição monomarca.
Contudo voltaram a não ter sorte e viram os apoios do motor do Peugeot 206 Gti ceder ainda no decorrer da segunda especial e com isto perder bastante tempo. Ainda conseguiram trazer o carro até à assistência, mas o problema revelou-se um pouco mais complicado de solucionar e com todo o tempo perdido, a equipa teve mesmo de retirar-se do rali. Apesar de tudo, a participação evidenciou-se pelo grande andamento aplicado pela equipa, que ficou ainda mais motivada para a última prova da época, o Rali de Baião.
A derradeira prova da época será bastante interessante de seguir, com uma animada luta pelo terceiro lugar final do Desafio ModelStand, estando ainda mais três equipas com possibilidades de ascender a esta posição.
O Rali de Baião, prova do Clube Automóvel de Amarante vai para a estrada a 24 de Novembro.

Mais Info e fotos em: facebook.com/salvadorgonzagarallyedriver

press Salvador Gonzaga

Leia Mais

Nunes e Amaral obrigados a desistir!

Vindos de uma série de grandes resultados, o Rallye de Gondomar acabou ter um desfecho algo curto para a jovem dupla de Sintra Daniel Nunes e Daniel Amaral.

A prova pontuável para o Campeonato Open de Ralis, Campeonato Regional Ralis Norte e Campeonato de Portugal Júnior de Ralis até começou muito bem para a equipa do Mitsubishi EVO VI que venceu a super especial de sexta-feira e foram assim os primeiros líderes do rali.

No sábado entraram no seu habitual andamento, até porque nesta prova o grande objetivo era terminar. Nos dois troços iniciais registaram o segundo melhor tempo e continuavam na liderança do rali. Contudo estavam já a debater-se com problemas no diferencial central e depois de terem ficado sem tração dianteira, acabaram mesmo por ter de desistir na ligação para a 4ª PEC pois o mesmo acabou por ceder.

Mais uma vez a dupla acabou por não ter sorte na prova do GAS e foram assim obrigados a desistir, numa altura onde estavam na liderança do rali, quer no Open, Júnior e Regional Norte.

Apesar da desistência, a equipa tem praticamente assegurado o vice campeonato no Campeonato Open de Ralis, além de terem e como já referido conquistado o título no Campeonato de Portugal Júnior de Ralis e Campeonato Regional Ralis Centro.

A dupla prossegue com o Rali Casinos do Algarve nos dias 16 e 17 de Novembro, onde irão tentar garantir a vice liderança da Taça de Portugal de Ralis.

press Daniel Nunes

Leia Mais

Gonçalo Dias com Evolução Assegurada

Ficar até ao fim para ver espetáculo começa a ser regra de ouro nas provas em que o Troféu Fastbravo está presente e Gondomar não foi exceção, com andamentos de grande nível os homens do Marbella voltaram a dar espetáculo e entre eles Gonçalo Dias, que apesar de ter ficado às portas do pódio fez uma prova de grande nível.

Apostado em continuar a sua evolução e ao mesmo tempo tentar garantir mais um pódio, o piloto de Braga teve uma excelente entrada em prova ao vencer a super especial de abertura,"entramos muito bem no Rali, ao vencermos desde logo a super especial", deixando desde logo excelentes indicações para os kms que havia a percorrer.

Numa prova totalmente nova para a equipa a opção para o dia de sábado foi a de entrar com cautelas, tal como refere Gonçalo Dias "no sábado entramos no primeiro troço bastante cautelosos, pois não sabíamos em que condições iam estar os pisos devido às chuvas dos dias anteriores". Com o passar dos kms a equipa apercebeu-se que os pisos se encontravam praticamente secos e decidiu imprimir um ritmo superior o que lhes permitiu fazer tempos dentro dos três primeiros. No entanto o azar bateu à porta de Gonçalo Dias, tal como nos explica o piloto "na terceira especial entramos mais fortes, mas um toque numa pedra fez com que a roda direita da frente recuasse, tendo o carro ficado bastante desalinhado", com tudo isto a equipa terminou a manhã no 4º posto mas apenas a 7 segundos do terceiro e a 11 do segundo, o que abria excelentes perspetivas para tarde, depois do ritmo demonstrado nas especiais matinais.

A tarde acabou por trazer a Gonçalo Dias sensações agridoces, por um lado a subida ao 3º posto e por outro o furo que apareceu na penúltima especial do rali e fez a equipa cair para o 4º posto quando tinha o 3º praticamente garantido. Gonçalo Dias recorda o momento "durante a parte da tarde e numa altura em que éramos 3º classificados no Troféu, com alguma vantagem sobre o 4º, um furo a meio da sexta especial, atrasou-nos e acabamos por cair para 4º classificados". Se há algo que Gonçalo Dias aprendeu neste seu primeiro ano de Troféu Fastbravo foi que desistir é algo que não consta no dicionários dos "bravos" e como tal partiu para a última especial disposto recuperar o último lugar do pódio. Apesar do todo o empenho demonstrado pela equipa nesta última especial não foi possível subir mais na classificação, isso mesmo reconhece o piloto "nossos adversários foram mais fortes, e ganharam o troço, tendo assim o 4º lugar no Troféu sido o resultado possível".

Com o resultado possível depois dos problemas sentidos, Gonçalo Dias provou mais uma vez em Gondomar, um Rali muito exigente para pilotos e máquinas, que a sua evolução continua e não fossem os problemas sentidos, sobretudo o furo, e poderia ter dado sequência ao pódio conquistado na prova anterior, tal como o piloto refere "tendo em conta que os 4 classificados do Troféu no final ficaram separados por uma diferença na casa dos 40 segundos, pode-se perceber que qualquer erro ou problema torna-se irrecuperável, que foi o que acabou por nos acontecer". Além dos azares Gonçalo Dias reconhece também a qualidade da concorrência deixando "os parabéns aos nossos adversários!".

A edição do Troféu Fastbravo 2012 encerra nos próximos dias 24 e 25 de Novembro com a realização do Rali de Baião.

press Gonçalo Dias

Leia Mais

Luta Tremenda no Fastbravo

Os pilotos do Troféu Fastbravo deram em Gondomar um espetáculo de alto nível, lutas ao segundo, trocas de posição e muita incerteza nos resultados finais. Jorge Ribeiro, o líder do campeonato, foi um dos protagonistas da prova, com um andamento de elevada qualidade o piloto de Penafiel terminou a prova no 2º posto a escassos 2.2 segundos do vencedor.

Sabendo de antemão que a concorrência se apresentava bastante forte, uma vez que à partida se apresentaram as principais figuras do troféu em 2012 reforçadas pela presença de Rui Garcia, um piloto já com provas dadas do Troféu Fastbravo, que inclusive já havia vencido um prova este ano, Jorge Ribeiro entrou em prova com um ritmo muito elevado e sempre muito concentrado.

Como é sua característica Jorge Ribeiro andou forte desde cedo, mantendo-se sempre numa posição que lhe permitia discutir a vitória na prova e dando um grande espetáculo a todos os presentes. Com dois pequenos erros ao longo do dia o piloto de Penafiel chegou á ultima especial separado por 12 segundos da liderança. Já com o segundo posto praticamente garantido Jorge Ribeiro apostou tudo na vitória e fez uma especial memorável, apesar deste esforço e dos 10 segundos recuperados não conseguiu alcançar a vitória ficando a escassos 2.2 segundos do lugar mais alto do pódio. Como refere o piloto, "fizemos um rali sempre ao ataque, mas o Rui Garcia estava muito forte, com um andamento muito vivo". Esta última especial não sairá da memória da equipa por algum tempo tal o andamento imprimido e frustração inerente ao pouco que faltou recuperar, "entramos no último troço separados por 12 segundos, e embora tenhamos ganho 10 segundos ao Rui não foi o suficiente para ganhar o rali e acabamos separados por 2.2 segundos apenas". Saber vencer é um virtude mas reconhecer que em dado momento o adversário foi mais forte e uma característica dos grandes vencedores e Jorge Ribeiro não poupa elogios ao seu adversário direto, "quero dar os parabéns ao Rui pelo andamento evidenciado, porque eu sei que me apliquei a fundo, e mesmo assim não foi suficiente".

Apesar deste resultado não permitir que Jorge Ribeiro se sagre já vencedor do Troféu Fastbravo 2012, os objetivos do piloto mantem-se intactos e a moral em alta para a próxima prova. Jorge Ribeiro está porem consciente das dificuldades que o esperam, mas acima de tudo acredita nas suas capacidades e sabe que se repetir um rali ao nível do que fez em Gondomar, muito dificilmente a vitória no troféu lhe escapará.

Com um resultado para deitar fora Jorge Ribeiro vai encarar a próxima prova com todo o entusiasmo e com uma motivação fortalecida pela consciência do grande andamento que demonstrou em Gondomar, como frisa o piloto, "vamos para Baião com a nossa vantagem no campeonato ampliada para 6 pontos, o nosso objetivo encontra-se a uma prova de alto nível de distância".

Sem nunca menosprezar a concorrência Jorge Ribeiro salienta a boa época que os estreantes Hélio Abreu, Gonçalo Dias e sobretudo Herculano Antas tem efetuado, “sem dúvida que os meus adversários tem estado ao mais alto nível, sobretudo o Herculano, o que torna ainda mais divertido todo este campeonato, e seja qual for o resultado final há que desde já lhes dar os parabéns pois tem contribuído imenso para espetacularidade e sucesso do troféu este ano”. Jorge Ribeiro deixa ainda a um palavra de incentivo a Cristiano Queiroga, “não quero esquecer o Cristiano que caso não fosse o azar que o tem acompanhado estaria certamente na luta pelo troféu também”.

O Rali de Baião encerra a temporada 2012 do Troféu Fastbravo e vai para estrada nos dias 24 e 25 de Novembro.

press Jorge Ribeiro

Leia Mais

terça-feira, outubro 30

Sérgio Vaz e Bino Santos em bom plano

O Desafio Modelstand foi até Gondomar para a sua penúltima jornada de 2012, em mais uma edição do Rallye de Gondomar, prova esta também pontuável para o Campeonato Open de Ralis.

A dupla Sérgio Vaz e Bino Santos voltaram a estar em bom plano, num rali que até inicialmente o seu objetivo era terminar, pois por motivos profissionais os reconhecimentos da prova foram quase nulos.

Apesar de começarem a prova com muitas cautelas, a dupla do Peugeot 206 Gti rodou sempre durante a manhã nos três primeiros lugares da competição, isto de forma a fazer uma primeira passagem nas especiais sem erros. Na parte da tarde entraram ao ataque e estiveram sempre em luta pela pelo terceiro lugar que acabou só mesmo já na ultima especial.

Após as sete especiais de classificação, Sérgio Vaz e Bino Santos ascenderam à 7ª posição da geral, 4ª entre as duas rodas motrizes e 4ª do troféu. Com este resultado estão agora em luta pelo 3º lugar do Modelstand.

Como nos salienta o piloto de Torres Vedras “Não conseguimos treinar minimamente o rali, pelo que optamos por entrar com muitas cautelas. Ainda assim os cronos obtidos foram muito bons e partimos para a parte de tarde ainda mais motivados. Estivemos sempre na luta pelo terceiro lugar, recuperamos muito tempo ao nosso mais direto adversário, mas acabamos por terminar em 4º. Ainda assim foi um bom rali, gostei desta animada luta pelo pódio, o que se prova que temos evoluído bastante prova a prova”.
Apesar de estar em luta pelo terceiro lugar final no troféu, a equipa ainda não confirmou a sua presença no Rali de Baião, a ultima ronda da competição, pelo que só mais perto da data da prova deverão ter certezas.

press Respol Team

Leia Mais

Apesar do azar Gil Antunes em evidência!

Não terminou como previsto o Rallye de Gondomar para a dupla de Sintra Gil Antunes e Carlos Ramiro. A dupla do Peugeot 206 Gti partiu com ambições de ganhar este rali, pois só desta forma poderiam vencer o Desafio ModelStand, numa altura onde havia ainda duas provas para disputar.

O piloto da SFR Motorsport entrou bem, averbando a segunda posição na super especial noturna a menos de um segundo do vencedor. No sábado, entraram ao ataque e venceram logo a primeira especial do dia, ganhando uma boa vantagem para os seus mais diretos adversários e mantendo um bom rumo para a vitória no rali, rodando num ritmo rápido mas de forma segura. Contundo na segunda especial, um azar mecânico veio a comprometer o resultado final, já que ao longo da PEC, um tubo soltou-se por três vezes fazendo a equipa parar em pleno troço e perder mais de três minutos e consequentemente descer para a 33ª posição da geral e ultima do troféu.

Com o tempo perdido e sem nada a perder, a dupla do Peugeot 206 Gti foi para a especial seguinte disposta a dar o tudo por tudo para recuperar o que parecia já impossível recuperar. Com um andamento deveras impressionante começaram ali um feito incrível na subida de posições, que os levou a registar inclusive a 2ª posição da geral nesta especial, e ascender logo à 14ª posição da geral.

Com a vinda à assistência e a recolha de informação precisa quanto ao tempo perdido, apostaram em tentar recuperar a segunda posição do troféu, mas concentrados em terminar, de forma a pelo menos garantir já a segunda posição final no troféu. E nas ultimas três especiais voltaram a provar o porque de ser uma das melhores equipas do Open, já que conseguiram ainda recuperar até à 5º posição da geral no Open e ser 2º no troféu Peugeot. Uma grande prova da dupla, que conseguiu assim em pouco mais de 30 quilómetros recuperar perto de 30 lugares, mas que contudo não chegou para se manter na luta pela vitória no troféu. Tendo já garantido a segunda posição nesta competição, e o pódio das duas rodas motrizes no Open de Ralis, a equipa dá por encerrado a sua época, não alinhando no Rali de Baião e começando já desta forma a delinear o seu novo projeto para 2013.

Como nos Salientou Gil Antunes. “Da nossa parte fizemos aquilo que tínhamos a fazer. Entramos fortes e conseguimos ter desde cedo uma boa vantagem para o nosso mais direto adversário. Depois tivemos o percalço mecânico no carro que acabou por comprometer o nosso rali, pois perdemos mesmo muito tempo. Com isto o nosso objetivo era recuperar a segunda posição do troféu para caso houvesse algum azar com o nosso adversário termos ainda possibilidade de vencer. E foi isso que conseguimos, um andamento alto, sem qualquer erro e fomos a segundo do troféu. Sabíamos que só com muita sorte e um erro do nosso adversário, poderíamos vencer, o que não aconteceu e terminamos em segundo nesta prova e garantimos já também a segunda posição final no troféu. Os ralis são mesmo assim, para haver vencedores, tem de haver os vencidos. Temos que dar os parabéns ao Diogo e ao Jorge, pois foram sempre uns grandes adversários ao longo da época e que tornou este Desafio numa competição bastante interessante e bem disputada. Deixo ainda um agradecimento a todos os nossos parceiros, à nossa equipa, a SFR Motorsport e a todos aqueles que rali a rali nos apoiaram”.

Gil Antunes e Carlos Ramiro levaram assim o Peugeot 206 Gti ao 5º lugar da Geral, 2º entre os carros de apenas duas rodas motrizes e segundo no Desafio ModelStand. Neste e como referido terminaram a época em segundo, com duas vitórias e quatro segundos lugares. O Campeonato Open de Ralis prossegue em Novembro com a última prova da época, o Rali de Baião!

press Gil Antunes

Leia Mais

BPinhão Racing Team ao lado dos melhores do mundo

A 26ª Baja Portalegre 500, que se realiza de 1 a 3 de Novembro de 2012, é a prova rainha do Campeonato Português de Todo o Terreno, não só porque é mais antiga e com maior tradição, mas também devido ao facto de a prova pontuar para a Taça do Mundo de Rallys Todo o Terreno da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), contando assim com a presença dos melhores pilotos do mundo na modalidade.

A equipa BPinhão Racing que participa nesta prova com o novo carro, com que já ganhou a ultima prova realizada em Idanha, mantém o mesmo objectivo que é vencer a classe em que participa e conseguir o melhor lugar possivel à geral, “Esta é uma prova muito importante para nós, pois para além de toda a mistica envolvida é a prova com maior projecção internacional. E uma vez que o nosso main sponsor, a Maxxis Tyres, é uma marca internacional iremos procurar dar-lhes o maior retorno da aposta que fizeram em nós.”

Recorde-se que a BPinhão Racing Team, participa pela primeira vez no CPTT e venceu já quatro das cinco provas realizadas, na classe em que compete, podendo por certo ser considerada como a revelação da temporada 2012 do CPTT.

press BPinhão

Leia Mais

segunda-feira, outubro 29

Luís Pimentel excedeu expetativas no Pico

O recente regresso de Luís Pimentel aos ralis, que se verificou no 1º Rali do Pico/Além Mar “excedeu completamente as expetativas” do veterano piloto micaelense, que terminou a prova na terceira posição final da geral.

Acompanhado por Bruno Pimentel, e tripulando o segundo carro – Mitsubishi Lancer EVO9 – de Ricardo Moura, o popular “Licas” aceitou de bom grado “um convite do (Ricardo) Moura e do Dr. Costa Martins (Team Além Mar) para ir ao Pico”, assinando uma prova “sem correr riscos, mas em que nos divertimos imenso”, referiu.

A ideia principal era mesmo rodar, e fizemo-lo com pneus usados, gasolina normal e apenas duas passagens por troço nos reconhecimentos. Com essas condições terminar na terceira posição excedeu completamente o que eu vinha à espera”, adiantou o piloto.

Percebendo desde logo “ia haver lutas e andamentos muito fortes no início da prova, adotamos a nossa toada e fomos melhorando o andamento, num rali com muitas armadilhas, mas muito giro. Foi bom fazer parte da festa de entrada do Pico no campeonato dos Açores, competição onde espero marcar algumas presenças em 2013”, concluiu Luís Pimentel.

press Porto das Pipas

Leia Mais

Luís Mota vence em Gondomar e é o novo Campeão Regional Ralis Norte

É um balanço muito positivo para a Competisport o final do Rallye de Gondomar, prova pontuável para o Campeonato Open de Ralis, Campeonato Regional Ralis Norte e Desafio Modelstand.

Luís Mota e Alexandre Ramos estiveram em grande destaque, vencendo seis das sete especiais de classificação, chegando a um merecido triunfo que já estava a faltar esta época.
Mas o rali nem começou da melhor forma, com a dupla a entrar com muitas cautelas na super especial de sexta-feira, averbando um tempo que não foi além da 23ª posição. Mas no sábado entram ao ataque e acabaram por fazer um grande rali vencendo todas as especiais em pisos de terra e obtendo assim uma vitória merecida, já tradicional neste rali, pois já venceram o mesmo em 2009 e 2011. Além da vitória no Open, a equipa garantiu mais uma vitória no Regional Norte, o que lhe valeu também o terceiro título neste campeonato, a juntar a muitos outros na carreira.
Foi um bom rali para nós, pois já estávamos a precisar desta vitória no Open. Entramos fortes, conseguimos vencer todas as especiais, é um rali que nos corre sempre bem e desta vez a sorte esteve do nosso lado.
Depois com o azar do nosso principal adversário, bastou-nos controlar durante a tarde e trazer o EVO VII direitinho até ao pódio e garantir esta vitória. O Carro esteve excelente, perfeito, tudo correu bem, e com isto garantimos já mais um título no Regional Norte, apesar de termos também definido que não iremos alinhar no rali do CAM, pois não gostamos do traçado da prova”,
salientou o piloto do Cartaxo.
Por outro lado desta vez a sorte não esteve do lado do jovem André Mota que foi obrigado a desistir na PEC 4. O piloto do Peugeot 206 Gti não começou da melhor forma a prova, pois um erro na super especial custou-lhes alguns segundos na classificação. No sábado debateram-se com problemas no alternador nas duas primeiras especiais, apesar de estarem a fazer um bom rali entre os carros de duas rodas motrizes. Contudo na quarta especial do rali, uma saída de estrada não lhes permitiu prosseguir em prova, pois os danos na direção não lhes permitia continuar.
Depois desta vitória no Open e Regional Norte a Competisport prossegue com o Rali de Baião, onde a dupla Luís Mota/Alexandre Ramos irá regressar ao Mitsubishi EVO IV.

press Competisport

Leia Mais

sábado, outubro 27

Mota regressa às vitórias em Gondomar

Num excelente dia de rali, em que houve espetáculo nos troços, acabou por ser uma prova que desportivamente teve pouca emoção.

Na prova talismã de Luís Mota, o piloto do Cartaxo voltou às vitórias no open de Ralis, acabou por ter um rali fácil, quase sem oposição, que lhe permitiu conquistar o título no Regional Norte.

Quando liderava a prova, Daniel Nunes foi obrigado a desistir, após liderar nas primeiras especiais. O diferencial do Lancer cedeu o piloto de Sintra teve que abidcar da prova quanto se desenhava já mais uma eventual vitória.

Pelo segundo lugar também não houve grande luta. Luís Bastos ficou no segundo lugar, efetuando uma prova rápida, nomeadamente nos últimos troços, fazendo aqui o seu melhor resultado de sempre no Open.

Nuno Cardoso a estrear-se com o Lancer Evo VII, fez uma prova cautelosa, que lhe permitiu conhecer o carro, muito exigente do ponto de vista físico para o piloto.

No 4º lugar ficou Diogo Gago, um resultado que lhe permitiu também vencer entre os concorrentes do Modelstand e consequentemente esta competição. Acabou por ser uma prova sossegada para Gago, pois Gil Antunes não teve a sorte pelo seu lado.

O piloto de Sintra até andou na frente de Gago e estava disposto a levar a decisão do Desafio para a derradeira prova, mas um tubo de gasolina (que se soltou três vezes ainda na primeira fase do rali) atrasou bastante o piloto, que ainda assim conseguiu recuperar ao 2º lugar nesta troféu.

Curiosamente entre o 3º e o 9º lugar, ficaram todos os concorrentes do Desafio Modelstand (apenas com Paulo Moreira no Corsa a intrometer-se pelo meio), numa prova em que concluíram quase metade dos inscritos.

No Troféu Marbella, os "loucos voadores" tiveram uma prova bem interessante com Rui Garcia a bater Jorge Ribeiro.

publicado em RalisOnline

Leia Mais

sexta-feira, outubro 26

Sérgio Vaz e Bino Santos prontos para Gondomar

A Cidade de Gondomar vai ser palco da penúltima prova do Campeonato Open de Ralis e Desafio Modelstand, em mais uma edição do Rallye Cidade de Gondomar. A prova em pisos de terra reúne uma boa lista de participantes, onde se incluiu a Respol Racing Team com a dupla Sérgio Vaz e Bino Santos no Peugeot 206 Gti.

Para a prova em pisos de terra o piloto de Torres Vedras reúne os seus objetivos uma vez mais no Desafio Modelstand, eles que vem de um merecido terceiro lugar no Rallye de Loulé que trouxe ainda mais motivação à equipa.

Como nos salienta o piloto “Este é um rali que sempre me enquadrei bem e na qual me sinto bem para impor um bom andamento. É uma prova algo dura, a exemplo da maioria dos ralis neste tipo de piso, pelo que é sempre necessário fazer uma boa gestão dos carros para terminar o rali. O Pódio veio trazer ainda mais ânimo à equipa e contamos para que se tudo correr bem, seja possível mais uma vez lutar pelo pódio”.

Sérgio Vaz e Bino Santos ocupam no momento a 5ª posição do Desafio Modelstand, numa altura onde estão já disputadas seis provas.

O Rallye de Gondomar arranca na sexta-feira com a super especial no centro de Gondomar, seguindo no Sábado mais seis provas especiais de classificação totalizando 57,88 km em troços cronometrados e 117,46 no percurso total da prova. O pódio final está previsto para as 16h45.

press Respol Racing Team

Leia Mais

Daniel Nunes quer evoluir mais!

Depois da merecida dupla vitória no Rallye de Mortágua, Daniel Nunes e Daniel Amaral irão virar agora as suas atenções para o Campeonato Open de Ralis, Campeonato Regional Ralis Norte e Campeonato de Portugal Júnior de Ralis que neste próximo fim-de-semana terão mais uma jornada, o Rallye de Gondomar.

A jovem dupla que no momento são já os virtuais Campeões Nacionais de Ralis Juniores e Campeões Regionais Ralis Centro vão agora tentar lutar por mais um titulo, o do regional norte e lutar pelo vice campeonato no Open que também está ao seu alcance.

Mas acima de tudo, a dupla do Mitsubishi EVO VI pretende terminar o rali, pois esta é uma prova que já tiveram diversos azares e este ano pretendem contrariar isso.

Como nos salienta Daniel Nunes “Acima de tudo queremos terminar o Rallye de Gondomar. Em termos desportivos vamos tentar novamente lutar pelas 3 vitórias nos campeonatos que estamos inseridos, Open, Júnior e Norte.
Queremos ser fortes para tentar evoluir ainda mais, pois sentimos que estamos os dois numa boa fase, mas não queremos parar por aqui a nossa constante evolução e vamos para o rali, sem pressões e com vontade também de desfrutar ao máximo dos troços de Gondomar, pois é um rali que me dá imenso gosto fazer”.


O Rallye de Gondomar arranca na sexta-feira com a super especial no centro de Gondomar, seguindo no Sábado mais seis provas especiais de classificação totalizando 57,88 km em troços cronometrados e 117,46 no percurso total da prova. O pódio final está previsto para as 16h45.

press Daniel Nunes/Daniel Amaral

Leia Mais

Luis e André determinados para Gondomar

A Competisport volta à estrada já este próximo fim-de-semana com a realização do Rallye Cidade de Gondomar, prova pontuável para o Campeonato Open de Ralis, Campeonato Regional Ralis Norte e ainda Desafio Modelstand.

A equipa do Cartaxo marca presença com duas duplas, Luís Mota e Alexandre Ramos no Mitsubishi EVO VII e André Mota e Eurico Adão no Peugeot 206 Gti.
Para Luís Mota e Alex Ramos este rali é bastante importante nas contas dos campeonatos, até porque a época está a terminar e as posições começam a ficar definidas. O seu principal objetivo é o Regional Norte, competição que lideram e na qual já garantiram quatro vitórias, numa altura onde faltam disputar dois ralis. No Open a dupla quer também fazer um bom rali, até porque ocupam a vice liderança do campeonato e além disso esta é uma prova que já conhecem muito bem e na qual conseguiram a vencer por diversas vezes. Um bom argumento que vem dar ainda mais motivação à dupla do EVO VII.
André Mota e Eurico Adão esperam também eles fazer aqui um bom resultado. Este regresso aos ralis tem sido muito positivo, com a equipa a conseguir impor um bom andamento e a obter bons resultados. Em Gondomar pretendem fazer um rali sem erros e centrar os seus objetivos num bom resultado entre os carros de apenas duas rodas motrizes e rodar ao nível dos melhores do Desafio ModelStand.
O Rali terá um total de sete especiais de classificação, começando pela super especial na sexta-feira à noite em Gondomar. No sábado uma dupla passagem pelos troços de Gens/Covelo, Medas e Vilarinho completam o programa desportivo que encerra com o pódio final às 16h45

press Competisport

Leia Mais

Galeria de Fotos Algarve Classic Festival

Como é hábito, o parceiro J Manuel Andrade (Osores) disponibiliza um conjunto de imagens, desta feita do Algarve Classic Festival, que decorreu no fim-de-semana passado no Autódromo Internacional do Algarve.

GALERIA 1

GALERIA 2

Mais informações em Fanáticos do Rali

Leia Mais

quinta-feira, outubro 25

Gago quer vencer em Gondomar

Depois da vitória no Rali de Loulé – Casino de Vilamoura, Diogo Gago e Jorge Carvalho regressaram á liderança do Desafio Modelstand e apostam em manter a senda de vitórias no Rali de Gondomar.

Ainda sobre o Rally de Loulé e o retomar da liderança do Desafio Modelstand, Diogo Gago começou por referir que a "vitória na prova anterior deu-nos um novo alento. Conseguimos amealhar pontos preciosos que nos fizeram passar para a frente do campeonato, posição pela qual sempre lutámos e que é um resultado do trabalho desempenhado tanto pela equipa técnica, como por mim e pelo Jorge, que tem sido um pilar na minha evolução".
Sobre a próxima ronda, o jovem piloto apoiado pela Eni, Axa Seguros e Chaveca e Janeira diz que "por estar perto do final do campeonato, a partir de agora começam a fazer-se as contas do e acredito que não vai ser uma prova fácil. Vamos querer entrar para ganhar, mas sem cometer exageros para fazer uma prova limpa e demonstrar o valor que eu e o Jorge construímos como dupla."

O Rali de Gondomar vai para a estrada na próxima sexta-feira com uma super especial desenhada no centro da cidade, seguindo-se seis provas especiais de classificação na manhã e começo da tarde do próximo sábado.

press SportsMultimedia

Leia Mais

Salvador Gonzaga quer garantir 3º posto do Troféu

Depois de uma participação algo curta no Rallye de Loulé a dupla Salvador Gonzaga e Paulo Lopes esperam voltar este fim-de-semana aos lugares do pódio, com a participação no Rallye de Gondomar, prova pontuável para o Campeonato Open de Ralis e Desafio ModelStand.

A dupla do Peugeot 206 Gti tem vindo a fazer uma boa época, atingindo sempre os objetivos delineados de andar nos lugares do pódio. Ocupando a terceira posição após seis provas, em Loulé poderiam já ter garantido essa posição, mas devido ao azar esse será novamente o grande objetivo na prova do GAS.
Como nos salienta o piloto do Porto, “Temos que fazer uma prova com juízo, sem erros. Por motivos profissionais só chegarei ao rali durante a tarde de sexta-feira, pelo que os treinos serão praticamente nulos e assim sendo mais vale andar regular, e tentar garantir o terceiro lugar final do troféu que ocupamos no momento. A prova vai ser dura, vai ser necessário fazer uma boa gestão da mecânica dos carros, mas e a exemplo das provas anteriores, acho que reunimos argumentos para terminar o rali dentro dos três primeiros”
A equipa técnica da Carlos Matos Competições tem feito um bom trabalho com o 206 Gti e para Gondomar fez uma profunda revisão ao mesmo, para que tudo corra uma vez mais em pleno.
O Rallye de Gondomar arranca na sexta-feira com a super especial no centro de Gondomar, seguindo no Sábado mais seis provas especiais de classificação totalizando 57,88 km em troços cronometrados e 117,46 no percurso total da prova. O pódio final está previsto para as 16h45.

Mais Info e fotos em: facebook.com/salvadorgonzagarallyedriver

press Salvador Gonzaga

Leia Mais

Paulo Moreira quer fazer um rali de evolução

A MR Team não pára e depois do Rallye de Mortágua em pisos de asfalto, prosseguem já com o Opel Corsa OPC este fim-de-semana nos pisos de terra do Rallye de Gondomar, prova pontuável para o Campeonato Open de Ralis.

Desta feita será a dupla Paulo Moreira e Marco Macedo que prossegue este intenso teste de ralis consecutivos ao Corsa OPC que prova após prova tem dado boas alegrias à equipa provando que a aposta neste modelo foi a melhor.
Em Gondomar, a dupla pretende assim voltar aos bons resultados, sobretudo na sua luta direta que são os carros de apenas duas rodas motrizes. Como nos salienta Paulo Moreira “Este é um rali que já conhecemos, mas que poderá ter uma novidade para mim, que será a lama. Ainda não sabemos como poderão estar os troços, mas a continuar as más condições climatéricas iremos ter certamente troços enlameados, o que dificulta sempre ainda mais a nossa tarefa.
Apesar disto vamos tentar fazer uma prova de evolução, entrar com algumas cautelas, mas ir melhorando o nosso andamento e acabar o rali num bom resultado entre os duas rodas motrizes. O Corsa já provou ser muito competitivo, prova a prova temos lidado e aprendido situações novas e estou confiante que desta vez vamos ter a sorte do nosso lado e fazer um bom ral
i”.
O Rallye de Gondomar será assim a terceira prova em piso de terra que Paulo Moreira e Marco Macedo alinham, arrancando no rali com o número 14 nas portas.
O Rallye tem um total de sete especiais de classificação, começando com a super especial de sexta-feira à noite. No sábado seguem-se mais seis especiais, com uma dupla passagem pelos troços Gens/Covelo, Medas e Vilarinho. O pódio final está previsto para as 16h45 em Gondomar.

Mais info e fotos em: http://www.facebook.com/mrteamrallye

press MRTeam

Leia Mais

Gonçalo Dias - Aprender com Resultado Positivo

Depois de 6 provas de grande espetáculo, o Troféu Fastbravo desloca-se no próximo fim de semana até à cidade de Gondomar para a 7ª prova da época, o Rali Cidade de Gondomar. Gonçalo Dias, uma das revelações da época nesta competição voltará a marcar presença, sempre com motivação para fazer o melhor possível.

Depois do excelente resultado alcançado na última prova, o Rali Oliveira do Hospital, Gonçalo Dias parte com a motivação em alta para Gondomar, com vontade de dar seguimento ao seu melhor resultado da época. Com o pódio conquistado na memória, Gonçalo Dias não se desvia um milímetro do seu principal objetivo, que passa por fazer uma evolução sustentada, como nos refere o próprio ,” vou encarar o Rali Gondomar da mesma forma que as provas anteriores. Pretendo continuar aprender e a evoluir, mas ao mesmo tempo espero estar a um bom nível, tal como aconteceu em Oliveira do Hospital.”

Numa prova já famosa pelas suas zonas rápidas e saltos, mas também pela dureza das suas especiais, Gonçalo Dias está consciente do equilíbrio necessário entre um andamento forte e uma gestão eficaz da mecânica do pequeno Seat Marbella. Já com os reconhecimentos efectuados, o jovem piloto está convencido que um bom resultado passa precisamente por um equilíbrio eficaz destas duas vertentes, “já fiz os reconhecimentos, e as classificativas são no geral bastante rápidas, com zonas muito exigentes, tanto para o piloto como para a mecânica, assim é necessário fazer uma boa gestão destes dois vetores, para que as coisas corram de feição.”

Evolução constante

Nesta primeira época de troféu Gonçalo Dias tem estado primordialmente concentrado em aprender e evoluir de forma consistente. Para que tal seja uma realidade é importante à equipa somar o maior número de kms possível, e para isso há que centrar como grande objetivo da época o chegar ao fim de cada prova, isso mesmo realça Gonçalo Dias, "Assim o objetivo principal passa por acabar o Rali, para rodar mais Km´s, pois só assim poderei continuar a evoluir”. No entanto alem disto existe a vontade natural de um piloto em terminar sempre o mais à frente possível, e Gonçalo Dias não é exceção, referindo que apesar de se concentrar em terminar será “certo que irei dar o meu melhor em busca do melhor resultado possível". Nesta evolução foi importante Gonçalo Dias encontrar um co-piloto que se adapta-se às suas características e esse co-piloto voltará a estar ao seu lado em Gondomar, nada mais nada menos que o seu pai, Jaime Dias.

O 7º Rali Cidade de Gondomar vai para estrada na próxima sexta, dia 26, coam realização da super especial seguindo.se no sábado, dia 27, a disputa das 6 restantes especais, totalizando assim 57.88km contra o cronómetro.

press Gonçalo Dias

Leia Mais

quarta-feira, outubro 24

SFR Motorsport com duplo argumento para o pódio em Gondomar!

O Campeonato Open de Ralis e Desafio Modelstand vão até Gondomar para mais uma edição do Rallye Cidade de Gondomar, prova do Gondomar Automóvel Sport e que contará com os dois pilotos da SFR Motorsport Gil Antunes e Pedro Fins.

Os dois pilotos dos Peugeot 206 Gti estão bastante motivados com a prova e contam em lutar pelos lugares da frente.
Gil Antunes e Carlos Ramiro ocupam a segunda posição do troféu e em Gondomar o objetivo é mesmo vencer, sendo a fórmula que permite à equipa manter as ambições de ganhar no final da época a competição.
Como nos salienta o piloto de Sintra “Para nos mantermos na luta pela conquista do troféu temos que vencer pelo menos esta prova! Em Loulé tivemos azar e isso acabou por complicar um pouco a nossa tarefa em termos de contas na luta pelo troféu. Mas nada está definido, temos ainda duas provas para fazer e vamos dar o nosso melhor. No momento não temos nada a perder, temos a segunda posição praticamente garantida, pelo que ficamos com margem para arriscar e lutar pela vitória no troféu. No Rali não vamos entrar em loucuras e exageros, mas sim apostar no andamento rápido, seguro de forma a gerir bem o Peugeot num rali que poderá ser algo duro. Vamos aguardar pelo desenrolar do rali e esperar que desta vez a sorte esteja do nosso lado”.
Pedro Fins e Sérgio Rocha partem também eles bastante confiantes num bom resultado, até porque o segundo lugar alcançado em Loulé renovou ainda mais as aspirações da dupla que ocupa no momento a 4ª posição.
"A minha determinação e do Sérgio mantêm-se inalterável. Queremos terminar este Rali no pódio, e vamos lutar por isso.
Vamos procurar fazer uns bons reconhecimentos, para tentar a assegurar o melhor resultado possível. Um dos nossos principais objectivos, era terminar este ano numa das três primeiras posições e, é nisso que vamos estar concentrados nestas duas últimas provas
", conluiu o piloto de Viana do Castelo.
O Rali terá um total de sete especiais de classificação, começando pela super especial a sexta-feira à noite em Gondomar. No sábado uma dupla passagem pelos troços de Gens/Covelo, Medas e Vilarinho completam o programa desportivo que encerra com o pódio final às 16h45.

press SFRMotorsport

Leia Mais

Principais emoções do Rali Além Mar Ilha do Pico passam pela ACB Racing

A ACB Racing vai estar nas grandes decisões do final da temporada dos ralis açorianos que terão a ilha do Pico como palco privilegiado. Com cinco equipas concorrentes às principais categorias do Rali do Pico / Além Mar, as expectativas altas apenas encontram paralelo nas dificuldades que se esperam da prova do PAC.

Vice campeonato em jogo: Carmo ou Rego?
Ricardo Carmo ou Luís Miguel Rego, um dos dois pilotos vai sagrar-se vice-campeão dos Açores de ralis, sendo que se o título recair para o terceirense será a reedição do sucesso do ano passado. Se, pelo contrário, o vice-campeão for Luís Miguel Rego, este será o melhor resultado da carreira do jovem micaelense. Carmo ainda detém 5 pontos de vantagem sobre o seu jovem colega de equipa mas em ralis tudo pode acontecer, ainda para mais numa prova que se estreia no campeonato e cujas especiais de classificação são por todos rotuladas como muito difíceis e muito diferentes das dos outros ralis do campeonato.
Carmo vais estar acompanhado por Jorge Diniz, enquanto Rego terá a seu lado Pedro Rodrigues, navegador que nesta prova se despede dos ralis após uma bem-sucedida carreira.

Nóbrega aponta baterias ao OPEN
Mas se no CAR se discute o segundo lugar, no OPEN é o título de campeão que está em jogo. Paulo Nóbrega e Miguel Ângelo partem para a prova picoense na liderança da competição e esperam poder levar o título para o Faial. A estratégia global da época passou “por fazer o mínimo de provas exigidas para pontuar no Campeonato Open de Ralis dos Açores”, explica o homem do Mitsubishi Lancer EVO VI de Grupo A. “Com três vitórias em outras tantas participações, chegamos à última prova com a possibilidade de sermos campeões, mas perfeitamente conscientes que nada está garantido”.
Dificil”, assim caracteriza Paulo Nóbrega o rali da ilha montanha. “Já conhecemos grande parte do traçado que integrou o último rali da Taça de Ralis do Canal e sabemos que no Pico nos espera um rali com pisos com características muito específicas e diferentes do que é habitual encontrar-se nos ralis de asfalto do campeonato Açoriano. Contamos uma vez mais com a fiabilidade do nosso Mitsubishi e tentaremos colocar a nossa equipa numa boa posição final”.
Para além de se poder sagrar vencedor do Campeonato Open de Ralis dos Açores, Paulo Nóbrega joga ainda no tabuleiro da Taça de Ralis do Canal onde surge integrado na luta pelo pódio. No entanto, Nóbrega confessa que “o foco de atenção vai, sem dúvida, para o Open, onde faremos tudo para conseguir trazer, pela primeira vez, um título regional para o Faial”, conclui o piloto que não esquece de agradecer “a confiança que tem sido depositada na nossa equipa através dos apoios da Kumho Tyres, ACB Racing, RR Sport, Venâncio Costa, Pneuhorta, Connect Designs, restaurante Vitor dos Leitões e mundoPT.com.”

Henrique Moniz festeja no Pico,
Já com o título das duas rodas motrizes no bolso, Henrique Moniz e Pedro Machado deslocam-se ao Pico sem qualquer pressão. A ganhar ficarão, certamente os espectadores a quem o piloto micaelense do Citroen C2 R2 Max deixa uma promessa solene: “Quero dar muito espectáculo e divertir todo o público que irá para a estrada”. Mas Henrique Moniz também já pensa o futuro e por isso esta estreia do Pico no CAR vai ser aproveitada para conhecer o terreno o que poderá constituir-se como uma mais valia nos próximos anos.
Com o encerrar da temporada e com o primeiro título de campeão no palmarés, Henrique Moniz considera ainda que o Pico é o local perfeito para “fazermos a festa do título com toda a nossa estrutura e amigos
!”

Francisco Costa continua a recuperar ritmo
Também Francisco Costa e Ricardo Silva estarão presentes em mais uma prova em que procuram recuperar ritmo competitivo depois de uma paragem nas respectivas carreiras. Mais uma vez o piloto do Porto Judeu parte sem marcar objectivos que não sejam os de rodar o máximo possível e ir melhorando os seus próprios tempos, preparando-se da melhor forma para no próximo ano tentar fazer uma época completa.

Orgulho!
António Castelo Branco, líder da ACB Racing volta a ter a seu cargo uma participação forte em mais uma prova do principal campeonato de ralis da região. Com várias classificações importantes ainda por decidir, todas elas passando por equipas a quem dá assistência ou de quem é preparador, António Castelo Branco mostra-se orgulhoso nos pilotos com quem tem trabalhado e nos resultados que os mesmos têm obtido. “Quero desejar a todos a melhor sorte para a concretização dos respectivos objectivos. No fim estaremos cá para fazer a festa merecida pois independentemente do que vier a acontecer neste rali, todos deram o seu máximo ao longo do ano”, afirma aquele responsável.

press ACB Racing

Leia Mais

Gil Antunes promete dar o seu melhor

Será já neste próximo fim-de-semana que terá palco a penúltima ronda do Campeonato Open de Ralis e do Desafio Modelstand, em mais uma edição do Rallye Cidade de Gondomar, prova em piso de terra. A prova do Gondomar Automóvel Sport contará com um dos principais animadores do Desafio Modelstand, Gil Antunes, navegado por Carlos Ramiro no Peugeot 206 Gti da SFR Motorsport.

A desistência na prova anterior acabou por dificultar a tarefa na luta pelo título, mas a equipa não baixou os braços e mantêm-se motivados em fazer um bom rali, dar o seu melhor e claro atingir o seu principal objetivo que é vencer.

Como nos salienta o piloto de Sintra “Para nos mantermos na luta pela conquista do troféu temos que vencer pelo menos esta prova! Em Loulé tivemos azar e isso acabou por complicar um pouco a nossa tarefa em termos de contas na luta pelo troféu. Mas nada está definido, temos ainda duas provas para fazer e vamos dar o nosso melhor. No momento não temos nada a perder, temos a segunda posição praticamente garantida, pelo que ficamos com margem para arriscar e lutar pela vitória no troféu. No Rali não vamos entrar em loucuras e exageros, mas sim apostar no andamento rápido, seguro de forma a gerir bem o Peugeot num rali que poderá ser algo duro. Vamos aguardar pelo desenrolar do rali e esperar que desta vez a sorte esteja do nosso lado”.

Gil Antunes e Carlos Ramiro ocupam no momento a segunda posição do troféu, tendo garantido até ao momento duas vitórias (Monção e Oliveira) e três segundos lugares (Barcelos, Castelo Branco, Vidreiro) numa altura onde faltam disputar dois ralis, Rali cidade de Gondomar e Rali de Baião.

O Rali Cidade de Gondomar vai para a estrada na sexta-feira, com a realização da super especial noturna. No sábado o programa desportivo prevê ainda mais seis troços, numa dupla passagens pelos troços de Gens/Covelo, Medas e Vilarinho. O pódio final está previsto para as 16h45.

press Gil Antunes

Leia Mais

Pedro Leal com resultado possível

A SFR Motorsport esteve presente na edição de 2012 do Rallye de Mortágua a quarta jornada do Campeonato de Portugal 2L/2RM. Com a ambição de reunir as condições necessárias para lutar pela vitória, a equipa esteve a trabalhar intensamente no Citröen Saxo S1600, mas devido a um problema mecânico, este acabou por não ficar pronto a tempo da prova em pisos de asfalto, recorrendo a um Peugeot 206 Gti que apesar de ser um carro bastante inferior aos dos seus adversários, permitia a Pedro Leal e Redwan Cassamo pontuar e manter-se na luta pelos lugares do pódio no Campeonato.

Como nos salientou o piloto “O rali de Mortágua não começou bem, com a impossibilidade de participar com o Citroen Saxo S1600, fazendo desde logo com que tivéssemos de dizer adeus às hipóteses existentes de lutar pelo título no CPR2, apesar de ter falhado uma participação! Felizmente a SFR Motorspot conseguiu disponibilizar um Peugeot 206 GTI Troféu, que permitia, no mínimo não perder muitos pontos na luta pelo CPR2 (até 1.600) que lideramos.
Assim os objectivos que tínhamos eram um pouco ingratos, já que com o carro disponível a luta era bastante difícil, e como sabemos no asfalto não há milagres!
Apresentamo-nos à partida sem ter sequer testado e acertado o carro e isso mostrou-se muito penalizador, já que só na ronda da tarde conseguimos finalmente ter a viatura num estado minimamente aceitável, o que fez com que basicamente passássemos ao lado do rali, sem nunca ter no entanto diminuído o empenho!
Cumprimos no entanto o objectivo e vamos para o Algarve com outras ambições, esperando que o Saxo já se encontre em perfeita saúde e pronto para a luta!
Obrigado mais uma vez à SFR Motorsport e a todos os que na estrada ou por outras vias não se cansam de nos incentivar e apoiar. Obrigado!”

Pedro Leal e Redwan Cassamo acabaram mesmo por conseguir alguns milagres com o 206 Gti e terminaram o rali na 6ª posição do Campeonato, segundo entre os 1600, o que lhes permite assim manter-se na liderança da Taça Nacional Ralis dos 1600cc.

SFR Motorsport

Leia Mais

Competisport com um bom rali

A Taça de Portugal de Ralis e o Campeonato Regional Ralis Centro foram até Mortágua para mais uma edição do rali com o nome desta mesma Cidade. A Competisport alinhou com a dupla Luís Mota e Alexandre Ramos apostando no Mitsubishi EVO IV para lutar pelo título Regional.

À partida já se previa um rali bem disputado, e com os pisos secos permitiu às equipas andar ainda num ritmo mais forte.
Na super especial, a dupla do Cartaxo começou por averbar um 5º lugar entre os concorrentes da Taça. No primeiro troço do dia de Sábado, algo escorregadio, optaram por entrar com cautelas e acabaram por obter um tempo menos bom, perdendo alguns segundos para os seus mais diretos adversários.
Nos troços seguintes o andamento foi muito superior e a dupla começou a subir posições voltando a rodar entre os cinco primeiros da Taça, segundos no Regional Centro. Após as sete especiais de classificação Luís Mota e Alexandre Ramos acabaram por garantir a segunda posição no Regional Centro e ficando assim também em segundo do campeonato. Na Taça foram os 4º, ocupando agora a mesma posição após 4 provas.
Como nos salienta o piloto “foi um bom rali. A nossa ambição era ganhar, pois só assim conseguíamos garantir o título. Da nossa parte fizemos o nosso melhor e fiquei bastante satisfeito com o nosso andamento na prova. O Carro esteve muito bom, acabamos por garantir o segundo lugar, o que nos deixa na mesma satisfeitos com a nossa prestação. Agora voltamos à terra para defender a nossa posição no Open e no Regional Norte”.
A Competisport prossegue com o Rali Cidade de Gondomar, que vai para a estrada a partir da próxima Sexta feira, alinhando desta vez com o Mitsubishi EVO VII.

press Competisport

Leia Mais

terça-feira, outubro 23

Ricardo Marques:Problemas de travões não nos permitiram ir mais além!

Decorreu em Mortágua mais uma prova pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis e 2L/2RM em mais uma edição do Rallye de Mortágua. Para o Team Global Stadium - Ricardo Marques e Paulo Marques, o resultado final acabou por não ser o mais esperado até porque a equipa vinha de excelente pódio na prova anterior.

Na super especial noturna entraram sem loucuras e foram regulares, obtendo o 4º melhor tempo entre os duas rodas motrizes, apostando em entrar fortes no verdadeiro dia de rali.
Mas logo no primeiro troço da manhã acabaram por contar com um problema de travões que lhes obrigou a abrandar, e muito, o seu andamento. Com mais dois troços pela frente até à assistência, a equipa foi rodando num ritmo algo abaixo do que lhes é habitual, perdendo algum tempo e desde logo a possibilidade em ir ao pódio do campeonato.
Na assistência a equipa técnica Fernando Costa Motorsport resolveu o problema mecânico que havia marcado metade dos troços da prova. Contudo, a diferença para os da frente era já considerável, tendo sido impossível recuperar o tempo perdido.
Como nos salienta o piloto de Vieira do Minho “No primeiro troço de sábado, os travões começaram a não corresponder, pelo que fomos obrigados a «levantar pé» e claro fomos perdendo algum tempo, até porque tivemos de fazer mais dois troços naquelas condições. Na assistência resolvemos o problema mas não valia a pena correr riscos. Optamos por fazer um rali regular com um novo objetivo de apenas terminar e garantir mais pontos para o campeonato. Acaba por ser um resultado que não estávamos à espera, mas isso não desmotiva a equipa e vamos para a próxima prova com vontade de «desforrar» este rali”.
Mas nem tudo foi negativo, já que a juntar ao 5º lugar no CPR 2L/2RM e ao 7º lugar da geral do CPR, Ricardo Marques e Paulo Marques foram os vencedores da Taça Nacional de Ralis 1600cc. A Equipa prepara agora a despedida do actual Campeonato, que acontece, no próximo mês, no Algarve.

press Global Stadium

Leia Mais

Cristiano Queiroga de olhos na vitória

A caravana do Troféu Fastbravo desloca-se no próximo fim de semana para a cidade de Gondomar, onde se realizará a 7ª prova de Troféu, integrada no programa do 7º Rali de Gondomar. A dupla Cristiano Queiroga e Rufino Silva é uma dos fortes candidatas à vitória entre os Seat Marbella, apesar das hipóteses de chegar ao título serem nesta fase reduzidas.

Depois do azar na última prova disputada, Rali de Oliveira do Hospital, em que equipa viu a sua participação terminada ao fim de poucos kms, Cristiano Queiroga parte com a moral renovada e com a certeza que tudo fará para alcançar um resultado condizente com o seu andamento. Como nos adianta o piloto de Penafiel, a prova será encarada de forma descontraída mas sempre com os olhos na vitória," vou encarar este rali como uma prova em que me quero divertir e ao mesmo tempo conseguir tirar o maior partido do carro em pisos de terra. Com os azares que tenho tido ao longo da época não consegui mais do que terminar uma classificativa em terra, por isso quero aproveitar ao máximo esta prova." Sempre com os olhos numa boa performance, Cristiano Queiroga está consciente da importância de um bom resultado em Gondomar, pois como refere o piloto "apesar dos azares que me retiraram a condição de candidato ao Troféu quero lutar pela vitória na prova e dando assim visibilidade e honrando os compromissos que tenho com os meus patrocinadores."

Com várias participações nesta prova, alcançou em 2011 o 3º posto entre os concorrentes do Troféu Fastbravo, batendo por exemplo a equipa que viria a vencer o Trofeu, Cristiano Queiroga e Rufino Silva esperam fazer valer essa experiência para obter um bom resultado, " é um rali que já conheço de outros anos, por exemplo ano passado tudo correu de feição e alcancei o 3º lugar entre os 11 concorrentes do Troféu, numa das provas em que a qualidade da concorrência foi sem dúvida das mais elevadas do ano"

Um título difícil mas não impossível
Com um início de época ao mais alto nível, a vitória no Rali Coração de Ouro prometia embalar a equipa para uma época de sucesso. Tal não veio a acontecer, uma série de azares acabou por condicionar de forma quase definitiva a luta pela vitória no Troféu, como admite o piloto " a época começou bem com uma vitória do 1º Rali do ano, disputado em asfalto, mas desde então a "estrelinha" da má sorte não nos tem abandonado". Apesar do azar que tem perseguido a equipa, nomeadamente nos ralis de terra, o piloto de Penafiel não baixa os braços, "matematicamente ainda é possível chegar ao 1º lugar do troféu e sagrar-me campeão 2012", no entanto tem plena consciência das dificuldades e cenários que teriam que ocorrer para que tal acontecesse ,"em 1º lugar dependerá de nós, conseguir conquistar a vitória nestas duas últimas provas e depois esperar pelo azar dos meus mais diretos adversários". Se a intenção de lutar pela vitória nas provas que ainda restam é uma realidade, o azar dos seus adversários não é de todo o que o piloto deseja, frisando muito bem esse ponto, "claro que os azares dos meus adversários não são uma situação que me agrade, porque apesar de tudo existe entre nós uma "guerra" muito sã".

A prova organizada pelo Gondomar Automóvel Sport , vai para estrada nos dias 26 e 27 de Outubro. Com 7 especiais a serem disputadas o rali arranca com uma super especial na cidade de Gondomar que promete bastante espetáculo. Para mais informações consultar o site da organização em www.gas.com.pt .

press Cristiano Queiroga

Leia Mais

Mais uma Vitória, mais um Título, Nunes e Amaral Imparáveis!

Estão verdadeiramente imparáveis, Daniel Nunes e Daniel Amaral que no passado fim-de-semana deram o seu melhor e venceram em duas frentes o Rallye de Mortágua, além de terem amealhado mais um título!

O Rallye de Mortágua, prova do Clube Automóvel do Centro foi mais um ponto muito positivo na época da jovem dupla. Até não foram os primeiros líderes do rali, ao averbar o segundo lugar na super especial noturna na sexta-feira. Mas no sábado entraram a ganhar e terminaram a ganhar também, assumindo a liderança do rali na PEC 2 do rali para não mais a largar e garantir assim mais uma vitória no Campeonato Regional Ralis Centro e ainda a primeira na Taça de Portugal de Ralis.

Como nos salienta o novo Campeão Nacional Júnior Ralis e Campeão Regional Ralis Centro “Foi mais uma boa prova para toda a equipa. Tudo correu em pleno, o carro esteve impecável, o Daniel Amaral voltou a fazer um excelente trabalho, assim como a nossa equipa técnica que tem trabalhado exaustivamente no EVO e a prova disso são as cinco vitórias consecutivas que já conseguimos. Ficamos muito satisfeitos com a vitória no Regional, que nos permitiu assim garantir o segundo título esta época, mas ficamos ainda mais satisfeitos com a vitória na Taça. Um obrigado a todos os nossos patrocinadores, Eni, Kumho Tyres, GoTruck, Expopneu, KHM Racing, X2 Advertising, Estufas de Pintura Fernando Pereira e irmão, Agrovácuo e Restaurante Amaral, este título é também dedicado a eles”.

Um fim-de-semana muito positivo para a equipa de Sintra, que como referido conseguiu assim mais um título, passando agora também para a vice liderança da Taça de Portugal de Ralis.

A equipa prossegue com o Rali de Gondomar, prova pontuável para o Campeonato Open de Ralis, Campeonato Regional Ralis Norte e Campeonato de Portugal Júnior de Ralis.

press DanielNunes/DanielAmaral

Leia Mais

Carlos Fernandes estava a fazer um bom rali

Mortágua foi palco no passado dia 19 e 20 de mais uma ronda do CPR e da Taça de Portugal de Ralis, em mais uma edição do Rallye de Mortágua. A prova do Clube Automóvel do Centro acabou por não ter um desfecho feliz para a dupla de Sintra Carlos Fernandes e Fábio Vicente, que apesar disto tiveram um excelente desempenho na prova.

Apesar de algo desmotivados pela desistência da prova anterior, a equipa conseguiu impor durante a prova um bom andamento obtendo bons cronos nas provas especiais e mantendo-se na luta pela vitória entre os carros de apenas duas rodas motrizes. Após as quatro primeiras especiais ocupavam a sexta posição da Taça, a apenas 2 segundos do líder das duas rodas motrizes.
Prova do bom andamento no rali era a comparação de tempos com os concorrentes do CPR 2L/2RM motrizes onde a equipa ocupava após a 5ª PEC a terceira posição da geral, primeiros entre os 1600cc!
Centrados em terminar, a dupla partiu para a 2ª secção da 2ª etapa com vontade de garantir o triunfo, mas sempre tendo em mente terminar a prova, pois esse era mesmo o grande objetivo.
Contudo na sexta especial e quando nada o previa, insolitamente num gancho partiram-se os pernos da roda dianteira, acabando a mesma por se soltar e colocar assim um pouco final na prova da dupla.
Como nos salienta o piloto “ Estávamos a fazer um bom rali, estávamos a andar bem, sempre com uma boa margem de segurança e estávamos bastante satisfeitos com os tempos obtidos. Este rali não era fácil para nós pois perdíamos bastante para os 4x4 mas mesmo assim estava a ser muito produtivo em termos de duas rodas motrizes. Infelizmente voltamos a ter azar e voltamos a ter de desistir, por uma situação algo anormal, mas que pode acontecer. Não tem sido uma época fácil, já provamos que somos rápidos, mas agora precisamos de ter um pouco de mais sorte e terminar ralis para pontuar!
Carlos Fernandes e Fábio Vicente irão marcar presença no Rali Casinos do Algarve onde esperam finalmente por fim a uma série de azares e subir alguns lugares na Taça, onde ocupam no momento a 7ª posição.

press Carlos Fernandes

Leia Mais

Algarve Classic Festival encerra debaixo de chuva

A chuva foi a principal protagonista das nove corridas disputadas no Algarve Classic Festival no Autódromo Internacional do Algarve.


E apesar das condições adversas ninguém temeu a entrada em pista para a realização, muito provavelmente, do melhor Festival de Clássicos realizado no AIA.

Mais de 300 pilotos e cerca de 180 carros abrilhantaram um fim-de-semana com 14 corridas distribuídas por nove categorias distintas: JD Classic Challenge, U2TC, Stirling Moss Trophy, GT & Sport Car Cup, Pre-War Sport Cars, Formula Junior, 1000km, IGD (Iberian Gentlemen Drivers) - Portimão Race e o Campeonato Nacional de Clássicos 1300. Pode-se ver em ação carros que fizeram a história do automobilismo mundial e continuam em pista a dar espetáculo como o Lola T70, Ferrari 512, Chevron B8 e B16, BMW 2002, Ford Escort MK2, Alfa Romeo GTAm, Porsche 911, Shelby 350, Ferrari Daytona, Ford GT40, o Pantera, Datsun 240Z Série 1 e muitos, muitos outros.

Para além da competição em pista que deixa todos os apaixonados dos carros clássicos extasiados houve ainda tempo para uma exposição e desfile de clássicos assim como para uma exposição de pintura de D"Assis Cordeiro que trouxe até ao AIA as suas melhores telas de carros históricos.

Mais uma vez o Algarve Classic Festival marcou pela diversidade num evento que continua a ser um dos melhores senão o melhor da Península Ibérica. Para o ano a história certamente que se irá repetir.

publicado em Supermotores

Leia Mais

segunda-feira, outubro 22

Video do Rallye de Mortágua


Passagem dos concorrentes do CPR e Taça de Portugal no último troço - Vila Pouca 2, próximo da localidade de Paredes. Rallye de Mortágua 2012.

Leia Mais

Daniel Ribeiro - "Resultado final não traduz andamento evidenciado"

O resultado final da MR Team no Rallye de Mortágua, a quarta ronda da Taça de Portugal de Ralis não traduziu em nada o andamento evidenciado pela dupla Daniel Ribeiro e Jorge Carvalho na prova em pisos de asfalto.

Tendo gostado bastante do traçado o piloto do Opel Corsa OPC partiu para a prova do Clube Automóvel do Centro bastante motivado e centrado num bom resultado! Como nos salientou o mesmo “Ao fazer os reconhecimentos adorei o rali, com um traçado bastante do meu agrado pelo que era ainda mais um bom motivo para um bom resultado. Na super especial íamos com travões novos na qual não estavam ainda bem acamados e nos 2 ganchos na qual fazia falta o travão de mão não conseguimos fazer a traseira rodar, mas ainda assim fizemos o 3º melhor tempo muito perto do 1º.
No dia seguinte entramos determinados a ter um bom andamento e conseguimos estar no top 5 com pouca diferença para o 1º. Na PEC 2 entramos com um andamento forte mas continuávamos com problema de travão de mão e perdíamos algum tempo nos cruzamentos e curvas apertadas. Além disso a meio do troço não evitamos uma saída de estrada numa zona muito húmida e suja, onde acabamos por empenar o eixo traseiro e o carro ficou muito difícil de conduzir, principalmente nas zonas rápidas”.

Apesar de tudo, Daniel Ribeiro e Jorge Carvalho mantinham as aspirações na luta pelas duas rodas motrizes, numa altura onde eram os 3º. Na assistência a equipa técnica dos Monteiros Competições conseguiram minimizar os danos e a dupla volta para a secção da tarde disposta a dar tudo para recuperar o tempo perdido.
Mas logo na primeira especial da tarde acabaram por não ter sorte. “À entrada da PEC1 da tarde entramos para o troco furados sem nos termos apercebido. Paramos para trocar o pneu perdendo mais de 3 minutos. Desde aí foi só tentar chegar ao fim pois estávamos fora da luta dos lugares cimeiros. Mesmo assim conseguimos recuperar alguns lugares acabando em 3º das duas rodas e 8º da geral. Ficámos contentes por ter chegado ao fim e termos estado sempre com uma viatura bem inferior a discutir trocos. Quero agradecer aos Monteiros Competições pelo trabalho feito na viatura, aos patrocinadores e ao Clube Automóvel do Centro pelo belo rali que organizaram”, concluiu o piloto de Fafe.
Após as sete especiais de classificação a dupla completou assim a prova na 8ª posição da geral, 3ª entre os concorrentes das duas rodas motrizes. Após esta prova a equipa ocupa 5ª posição da Taça de Portugal de Ralis, sendo os melhores entre as equipas que utilizam carros de apenas duas rodas motrizes.
Mais info e fotos em: http://www.facebook.com/mrteamrallye
press MR Team

Leia Mais

domingo, outubro 21

Exibição de gala de Ricardo Moura

Num rali interessante do ponto de vista competitivo e até desportivo, em que houve também algum espetáculo nos troços, Ricardo Moura confirmou toda a sua superioridade nesta fase da sua carreira.

Os números dizem tudo face à superioridade de Moura nesta prova, que mesmo nas segundas passagens se mostrou muito competitivo não dando quaisquer hipóteses à concorrência, fechando a sua temporada no continente com mais uma vitória.

Miguel Barbosa deu mais um passo na sua evolução, mostrando-se muito à vontade com o Evo e praticando uma condução espetacular que lhe garantiu um excelente segundo lugar confirmando ainda o vice-título em 2012.

Dava a entender que Barbosa e Pedro Meireles poderiam ter lutado pelo 2º lugar, mas o Impreza "viu" o motor parar demorar quase 5 minutos para voltar a pegar, atirando o piloto para o final da classificação.

Ivo Nogueira teve em João Silva um excelente adversário, mas no final saboreou o título no CPR2. O piloto da Citroen comandou sempre nas duas rodas motrizes, terminando o rali com 5s de vantagem para o piloto madeirense, mas os problemas de travões matinais acabaram por condicionar o resultado. Depois João Silva foi-se mostrando de troço para troço cada vez mais rápido, mas faltaram-lhe mais troços para poder vencer nas duas rodas motrizes.

Paulo Neto terminou com o azar e arrecadou um 5º lugar da geral e terceiro no CPR2 (o suficiente para dar o título a Ivo Nogueira já nesta prova), mesmo tendo perdido 2m30s para os seus adversários. Mesmo assim vez uma prova muito consistente e rápida demonstrando muito mais à vontade aos comandos do DS3.

Nesta prova houve diversos campeões e outros vencedores. Em primeiro lugar Vitor Pascoal, que venceu a Taça de Portugal depois de ficar em 3º lugar nesta competição em Mortágua, num rali em que teve problemas de travões e de um susto final em que ficou sem tracção traseira. Um resultado que lhe garante o primeiro e merecido título nacional, depois de uma carreira recheada de vice-campeonatos.

Daniel Nunes sai triplamente satisfeito de Mortágua. É campeão no Regional Centro, venceu o rali neste campeonato, vence também entre os concorrentes da Taça de Portugal e, mais uma vez, deu um grande espetáculo. É pilotos destes que precisamos nos ralis.

Uma nota de destaque para Raul Aguiar, que ficou em segundo nas contas da Taça de Portugal, também ele um piloto muito espetacular mas que teve um Mitsubishi muito pouco colaborante ao nível da caixa de velocidades e dos travões.

No Troféu Nacional de Clássicos, o único concorrente, Carlos Neves venceu.~
publicado em RalisOnline

Leia Mais

sexta-feira, outubro 19

Novo dono do Autosport quer voltar a publicar semanalmente

Depois de ter sido noticiada ontem que a Autosport e o Volante, revistas do Grupo Impresa, terem sido compradas por Pedro Corrêa Mendes, da Moonmedia, e dono de, entre outros, do "Jornal dos Clássicos", o novo proprietário disse que o objetivo a médio prazo do Autosport é o de transformar numa revista semanal e de reestruturar o site, de forma a fazer recuperar algum do prestigio perdido.

Citado hoje pelo site "Meios & Publicidade", Pedro Corrêa Mendes afirma que a nova gestão pretende ter as "receitas mais assentes nas vendas de banca do que na publicidade, que escasseia, e em eventos. Em momentos de crise podem fazer-se bons negócios. Acredito que vou transformar o Autosport num negócio sustentável", começou por referir.

"Em 2009 comprei a Casas de Portugal à Media Capital Edições, agora surgiu esta possibilidade de adquirir uma marca com 35 anos, uma história que não se reproduz numa marca nova, um público muito fiel, desgostoso da periodicidade mensal", acrescenta.

"Os grandes grupos desfazem-se dos negócios mais pequenos. Não é fácil tornar este tipo de publicações rentável num grupo grande. Ordenados altos, estruturas pesadas, alocação de montantes elevados de custos de estrutura central. A única forma é fechar e assim surgem as oportunidades", concluiu.

Autor: Paulo Alexandre Teixeira Fonte: Continental Circus
publicado em Supermotores

Leia Mais

quinta-feira, outubro 18

Rallye Casinos do Algarve a 16 e 17 de Novembro

O Clube Automóvel do Algarve volta a colocar na estrada o Rallye Casinos do Algarve, edição nº 41, nos dias 16 e 17 de Novembro.

A prova marca o fim da temporada de ralis, contará para quatro competições: Campeonato de Portugal, Campeonato 2 Litros/2RM, Taça de Portugal e Campeonato Regional do Sul. Mantendo a estrutura de um rali compacto, a 41ª edição estará sedeada no Hotel Algarve Casino, na Praia da Rocha em Portimão, embora a vertente competitiva seja nas estradas da serra de Monchique.
Será uma excelente oportunidade de comparar os andamentos dos concorrentes dos diferentes escalões, e de existem resultados surpreendentes, como na edição de 2011 onde a equipa algarvia Ricardo Teodósio/João Luz foi a mais rápida de todo o pelotão.

O Rali Casinos do Algarve tem o patrocínio da Solverde – Casinos do Algarve, da Câmara Municipal de Portimão, da Câmara Municipal de Monchique, da CARMIM e da XesEquipa.

press Clube Automóvel do Algarve

Leia Mais

SFR Motorsport na luta pelo pódio do CPR 2RM

A SFR Motorsport irá estar presente em mais uma edição do Rallye de Mortágua, prova pontuável para o Campeonato de Portugal Ralis 2L/2RM, com a participação da dupla Pedro Leal e Redwan Cassamo no competitivo Citroën Saxo S1600.

O Piloto do Porto estreou na prova anterior a nova máquina e mesmo sem qualquer teste rapidamente conseguiu explorar todo o potencial deste, lutando pela vitória no campeonato, sobretudo nos troços que eram mais favoráveis ao S1600. Em Mortágua a ambição é andar novamente nos lugares da frente, mas a tarefa não é de todo fácil, sobretudo na luta direta com os mais recentes e superiores Ds3 e Clio, mas nada que desanime a motivação da equipa.
Vamos novamente tentar aproveitar tudo aquilo que o carro nos permitir andar, para tentar superar os nossos adversários. Vou tentar aproveitar a natureza do traçado (mais encadeado) e a nossa maior experiência para ser mais competitivos. No rallye do centro já conseguimos adquirir alguma experiência com o carro, mas falta-nos ainda algumas evoluções e testes que nos permitam ter ainda mais aspirações à vitória”, salientou o piloto.
Pedro Leal ocupa no momento a 3ª posição do campeonato, 1º entre a Taça dos 1600cc, numa altura onde decorreram já três das cinco provas do campeonato.
A prova tem um total de 208,75 km, dos quais 91,64 em troços cronometrados, divididos entre a super especial que terá palco na sexta-feira, mais uma dupla passagem pelos troços de Mortágua, Sobrosa e Vila Pouca durante o dia de sábado.
press SFR Motorsport

Leia Mais